Soluções que reduzem impactos no meio ambiente

O compromisso permanente da Microsoft é desenvolver produtos com eficiência energética, capazes de conciliar alto desempenho, ganho de produtividade e, ainda, minimizar os impactos ao meio ambiente. Além de Cloud Computing, a Microsoft aperfeiçoa as soluções de TI que ajudam as empresas a evitar o desperdício e melhorar o fluxo de trabalho.

Produtos Sustentáveis

Um desafio e compromisso permanente da Microsoft é desenvolver produtos com eficiência energética, capazes de conciliar alto desempenho, ganho de produtividade e, ainda, minimizar os impactos ao meio ambiente. Além de Cloud Computing, a Microsoft aperfeiçoa as soluções de TI que ajudam as empresas a evitar o desperdício e melhorar o fluxo de trabalho, como a tecnologia de virtualização de servidores Hyper-V, disponível no Windows Server 2008 R2, que diminui o número de servidores nos data centers e cria máquinas virtuais dentro de um único equipamento, além de gerenciar falhas sem interromper o serviço e reduzir potencialmente o uso de energia em até 90%.

Hyper-V: gestão ambiental mais eficiente

A Microsoft Brasil desempenhou um importante papel no processo de certificação na norma ISO 14000 do Grupo Back, empresa catarinense de terceirização de serviços de segurança eletrônica e humana, recursos humanos e de mão de obra especializada. A norma estabelece diretrizes para uma gestão ambiental que recomenda, por exemplo, o uso eficiente de recursos como energia, água e papel. Para conquistar a certificação, a empresa lançou mão de produtos como:

  • • Microsoft Windows Server 2008 com a tecnologia de virtualização Hyper-V: maximizou a utilização dos equipamentos que respondem por várias atividades da Back e reduziu o parque de 58 equipamentos para 46.
  • • Microsoft Office SharePoint Server 2007: permitiu o desenvolvimento de uma intranet para reformular todas as atividades da área de Recursos Humanos (RH), e eliminou 70% da circulação de papel em processos de contratação, demissão, entre outros.

Portal Fome Zero dissemina boas práticas

A Microsoft Brasil desempenhou um importante papel no processo de certificação na norma ISO 14000 do Grupo Back, empresa catarinense de terceirização de serviços de segurança eletrônica e humana, recursos humanos e de mão de obra especializada. A norma estabelece diretrizes para uma gestão ambiental que recomenda, por exemplo, o uso eficiente de recursos como energia, água e papel. Para conquistar a certificação, a empresa lançou mão de produtos como:

  • Microsoft Windows Server 2008 com a tecnologia de virtualização Hyper-V: maximizou a utilização dos equipamentos que respondem por várias atividades da Back e reduziu o parque de 58 equipamentos para 46.
  • Microsoft Office SharePoint Server 2007: permitiu o desenvolvimento de uma intranet para reformular todas as atividades da área de Recursos Humanos (RH), e eliminou 70% da circulação de papel em processos de contratação, demissão, entre outros.

  • Computação em nuvem ajuda a reduzir emissão de carbono

    O estudo cloud computing and Sustainability:The Environmental Benefits of Moving to the Cloud comparou o uso de energia e as emissões de carbono por usuário para três programas Microsoft, com seus equivalentes na nuvem (Microsoft Exchange Server 2007, SharePoint Server 2007 e Microsoft Dynamics CRM). A avaliação, realizada pela Accenture e WSP Environment & Energy, considerou a emissão de servidores, rede e infraestrutura de armazenamento de três diferentes tamanhos de implantação (100, 1.000 e 10.000 usuários) e descobriu que, quanto menor a organização, maior o benefício da mudança para a nuvem. Empresas de pequeno porte reduziram 90% do consumo de energia; enquanto nas maiores o índice girou em torno de 30%. O resultado deve-se, principalmente, ao fato de que provedores em nuvem aumentam a eficiência com o reforço da capacidade do servidor, o que significa melhor distribuição das cargas com menor demanda de infraestrutura. Um aplicativo na nuvem atinge de 40% a 70% da capacidade do servidor, o que eleva o número de usuários por máquina.

    Microsoft Azure: TI verde na nuvem

    A ferramenta de desenvolvimento da Microsoft nasceu com o objetivo de abrigar, escalar e gerenciar aplicações web e serviços pela Internet por meio dos data centers da Microsoft. A plataforma na nuvem trouxe uma série de evoluções no uso e desenvolvimento de diversos aplicativos. Do ponto de vista ambiental, o principal ganho é o consumo de recursos computacionais, segmentado conforme a necessidade. Com isso, diminui-se o gasto de energia, com menor demanda de uma infraestrutura robusta de TI – os esforços de gerenciamento são reduzidos, uma vez que passam a ser escalonados sob demanda.

    Desempenho ambiental

    A Microsoft Brasil adota ações internas voltadas ao gerenciamento do impacto ambiental de suas atividades, alinhada aos compromissos globais definidos pelas altas lideranças do Comitê de Sustentabilidade Ambiental.

    • • Conservar, reaproveitar e reciclar
    • • Combater o desperdício
    • • Desenvolver produtos sustentáveis
    • • Evoluir continuamente na performance ambiental

    A companhia assumiu o compromisso global de reduzir em 30% suas emissões de gases de efeito estufa (GEE) até 2012, na comparação com 2007 (938.508 toneladas de dióxido de carbono).

    As reduções acontecem por meio de inovações em data centers e laboratórios de informática, viagens e construções. Entre junho de 2009 e junho de 2010, houve uma redução global de 35% no número de viagens.

    Iniciativas diferenciadas

    O crescimento projetado para os próximos cinco anos, no Brasil, exigiu a ampliação da sede, em São Paulo, cuja solução prevê a reforma dos cinco andares, com o objetivo de otimizar o espaço e evitar o aumento do consumo de energia elétrica, água e materiais. Serão utilizados equipamentos de áudio e vídeo mais modernos e econômicos. Todas as copas no Brasil foram remodeladas e contam com aparelhos novos e com selo Procel, que garante a economia de eletricidade. Os escritórios da Microsoft Brasil são adaptados para prover a acessibilidade, e a reforma trará ainda mais melhorias.

    Campanhas internas

    Os funcionários são bem conscientizados quanto à coleta e separação de materiais recicláveis. Os escritórios ficam em condomínios que encaminham esses resíduos para as empresas de reciclagem. Os funcionários recebem garrafas não descartáveis desde 2009, o que tirou de circulação uma média de 10 mil garrafas de água PET por mês e garantiu uma economia de R$ 6 mil por mês. Mais de 1 mil garrafas não descartáveis já foram distribuídas. Outras medidas são o incentivo e a oferta de estrutura adequada ao uso de e-mail, mensagens instantâneas e conferências de voz e de vídeo. Uma novidade é um equipamento de videoconferência com câmera 360º, que permite a reunião entre equipes em locais distintos, para diminuir gastos com telefonemas, viagens aéreas e outras formas de transporte.

    Economia de energia
    • • Edifícios da empresa em São Paulo e no Rio de Janeiro são de alta eficiência energética e, nos horários de pico, a produção de energia é complementada com geradores.
    • • A limpeza ocorre no período matutino, o que evita o consumo diário de 174 kw/h.
    • • O ar-condicionado da sede tem sensores que regulam o volume de ar de acordo com a temperatura externa, com uma economia diária aproximada de 1.822 kw/h.
    • • A empresa adota o padrão frente e verso nas impressões. Os equipamentos ficam em stand by 84% do tempo, proporcionando economia diária de 50 kw/h.


    Reciclagem de computadores

    A Microsoft Brasil apoia a Fundação para o Desenvolvimento da Tecnologia e Comunicação (Fundetec), de São Paulo, e o Serviço Voluntário de Assistência Social (Servas), de Belo Horizonte, em programas de reciclagem de computadores. Desde 2007, a Fundetec realiza a capacitação de jovens em remanufatura de computadores usados. Em 2010, foram formados 164 alunos. A Microsoft Brasil investiu mais de R$ 310 mil no projeto que favorece a empregabilidade e o retorno ecologicamente correto das máquinas recicladas ao mercado, beneficiando 356 alunos. Destes, 37% (131 alunos) estão no mercado de trabalho. A Fundetec tem o apoio da Prefeitura de São Paulo, por meio das secretarias de Participação e Parceria e do Trabalho, que oferecem uma bolsa para que os alunos concluam o curso de 6 meses. Por semestre, são beneficiados até 120 jovens de 16 a 20 anos. O apoio da Microsoft ao Servas refere-se às ações de gestão de resíduos eletroeletrônicos. O curso de Montagem, Manutenção e Recondicionamento de Computadores, voltado para jovens de escolas públicas, ensina o recondicionamento de máquinas obsoletas de prédios do Governo do Estado de Minas Gerais. Os alunos aprendem sobre noções de meio ambiente e a gestão adequada de resíduos eletroeletrônicos

    Portal MSN Verde dobra audiência

    O MSN Verde , o primeiro canal brasileiro totalmente dedicado a temas ambientais, comemorou em 2010 o aumento de 100% no número de acessos. Saltou de uma média de 1,5 milhão de page views/mês para mais de 3 milhões. No ano, aumentou a sua rede de parceiros e passou ser abastecido por mais três fornecedores: Ecodesenvolvimento, Envolverde e Urbanpost. O site traz notícias, dicas ecológicas, fotos e reportagens diferenciadas, como a cobertura dos principais encontros mundiais na área de meio ambiente.

Leia o conteúdo completo

A Microsoft Brasil e o impacto de TI

Confira grandes números, resultados e a participação da companhia no desenvolvimento de novas tecnologias e no suporte à capacitação de jovens e adultos em todo o País.

Leia mais

Faça o download do Relatório de Impactos na Sociedade 2010 em PDF.
Leia o Relatório na íntegra
Se sua máquina não tiver Silverlight, clique aqui para fazer o download