*
Windows XP*
resultados por Bing
|Segurança em Casa|Microsoft em Casa|Microsoft no Trabalho

Entendendo as opções de resolução da câmera

**
**

O sensor de uma câmera digital é composto de pixels, que são minúsculos quadrados sensíveis à luz. Os sensores da maioria das câmeras modernas são feitos de milhões de pixels e cada um registra o brilho da luz que os atingem durante a foto. O número de pixels da imagem é aproximadamente igual ao número de pixels do sensor. Este número é indicado como a resolução da imagem.

Simplificando, quanto maior o número de pixels de uma imagem, maior é a resolução. E, quanto mais alta a resolução, melhor e maior é a impressão que se pode fazer a com seu computador e com sua impressora baseados no Windows XP. Em outras palavras, a resolução afeta as opções de saída para sua foto. É importante ter isso em mente ao explorar as opções de resolução de sua câmera.

A resolução afeta a saída

A maioria das câmeras digitais permite a alteração da configuração para que se possam colocar mais ou menos imagens na placa de memória. Este pode ser um recurso útil quando se tem somente uma placa ou se está viajando e não é possível transferir as fotos para o computador. Mas se tirar uma foto de um pôr-do-sol espetacular e capturá-lo com uma resolução mais baixa, como 800x600, você não ficará feliz com o resultado se desejar uma impressão de 5x7 ou 8x10. Isto ocorre porque a imagem de baixa resolução fica desprovida de detalhes e pode ter, também, uma aparência irregular. Uma solução melhor é levar placas de memória a mais e manter a câmera configurada na maior resolução.

Quanto maior a resolução da foto, mais opções de impressões ricas e de compartilhamento existirão. Com isso em mente, o melhor que se tem a fazer é tirar fotos com a maior resolução possível de sua câmera. A resolução pode ser facilmente reduzida em seu computador — o Windows XP fará isso com um clique quando você estiver enviando fotos em um email , por exemplo. Entretanto, há um limite para a eficiência do aumento da resolução de fotos feito por um computador. Isto significa que, por exemplo, pode-se sempre fazer uma impressão precisa, clara e pequena a partir de uma foto de alta resolução mas não se pode fazer uma impressão rica, detalhada e grande a partir de uma de baixa resolução.

Escolhendo um formato de arquivo

Quando se tira uma foto, a câmera processa os dados da imagem com base no balanço de branco e outras configurações. Como última etapa antes de transferir a foto para a placa de memória, a câmera grava a imagem no formato de arquivo selecionado. O formato de arquivo escolhido pode influenciar na claridade da foto. Várias câmeras digitais oferecem configurações TIFF e JPEG:

TIFF: Este formato de arquivo não é compactado. Selecionar TIFF significa que você terá sempre a certeza de conseguir a qualidade da imagem capturada e processada por sua câmera. Mas os arquivos TIFF podem ser bastante grandes, o que significa que somente algumas fotos caberão na placa de memória. Pode também levar algum tempo para que sejam gravadas na placa, o que, em algumas câmeras, significa que demorará alguns segundos até que se possa tira outra foto.

JPEG: Este formato de arquivo é comprimido, o que significa que as informações da imagem são compactadas para um tamanho menor antes de ser armazenada na memória. Apesar desta compressão não alterar a resolução da foto ocorre uma leve perda de detalhes e claridade da foto. Normalmente, uma câmera oferece várias configurações JPEG e cada uma delas permite progressivamente mais compressão (o que se traduz em capacidade de armazenar mais fotos na placa de memória) com uma queda proporcional na qualidade da imagem.

O formato de arquivo que você seleciona não afeta a resolução da foto, mas se escolher uma configuração JPEG que a comprima demais, os detalhes podem se danificar de maneira irrecuperável. Esse tipo de dano é chamado de "JPEG artifacting" e sempre aparece como um padrão blocos quadrados e grandes espalhados pela imagem. O "JPEG artifacting" limita a possibilidade de fazer uma impressão grande da foto mesmo que a resolução não tenha sido alterada pela compressão do JPEG.

Pode parecer que fotografar com a configuração TIFF, se sua câmera tiver, é a maneira mais inteligente de espremer ao máximo cada grama da qualidade de uma câmera digital. Apesar de ser verdade, ainda não é a história completa. Isto porque, fotografar com TIFF (em vez de JPEG) significa que é preciso ter muitas placa de memória, uma leitora de placas mais rápida (esqueça a conexão por cabos ou a conexão diretamete ao computador se estiver fotografando com TIFF), um disco rígido para armazenar os arquivos grandes e mais CDs vazios pois estes não comportam tantos arquivos TIFF quanto arquivos JPEG. O formato TIFF pode se tornar rapidamente impraticável.

Felizmente, a configuração JPEG com mais qualidade e menos compressão da maioria das câmeras oferece um pouco menos de qualidade do que o formato TIFF, mas sem as dores de cabeça de arquivos de foto realmente grandes. Na verdade, poucos fotógrafos notam diferença entre o JPEG de melhor qualidade e o TIFF, ainda que o JPEG é de seis a oito vezes menor quando armazenado na placa. O mesmo não se pode dizer das configurações de menor qualidade do JPEG-a clareza e os detalhes podem se reduzir rápido.

Para maximizar a resolução e a clareza de suas fotos e não entupir a câmera e limitar sua utilidade, configure sua câmera com a maior resolução possível e o JPEG com a melhor qualidade.

Compactação

Especificações da foto original

Tamanho e formato original

Pequeno (640x480)

Grande (1024x768)

Documento de texto digitalizado (P/B, 150 dpi, 8½x11 polegadas)

268 KB JPEG

36 KB JPEG

126 KB JPEG

Página de revista digitalizada (escala de cinza, 150 dpi, 8½x11 polegadas)

1.11 MB TIFF

16 KB JPEG (texto ilegível)

85 KB JPEG (texto legível)

Foto colorida de câmera digital (cores de 24-bits, 192 dpi, resolução de 1280x960)

556 KB JPEG

56 KB JPEG

235 KB JPEG

Foto colorida digitalizada (cores de 24-bits, 300 dpi, 3x5 polegadas)

6 MB BMP

12 KB JPEG

66 KB JPEG

Tabela adaptada de Microsoft Windows XP Inside Out de Ed Bott e Carl Siechert.

Cuidado:O uso desta técnica para reduzir e compactar um arquivo de imagem invariavelmente causa perda de dados. Quando enviar um foto para seus pais, a queda de qualidade é provavelmente uma troca justa por um anexo de email menor e mais rápido. Mas se a imagem digitalizada contiver texto ou se o destinatário desejar imprimir uma cópia de alta qualidade, verifique a imagem compactada antes de clicar em Enviar. Quando a qualidade é fundamental, é possível obter resultados melhores usando o formato Zip para compactar o arquivo sem perder nenhum dado. Ou então procure um programa editor de imagens de terceiros como o Paint Shop Pro que possibilita maior controle sobre a compactação.



©2014 Microsoft Corporation. Todos os direitos reservados. Entre em contato |Nota Legal |Marcas comerciais |Política de Privacidade
Microsoft