Clique aqui para instalar o Silverlight*
BrasilAlterar|Todos os sites da Microsoft
Windows XP
|Segurança em Casa|Microsoft em Casa|Microsoft no Trabalho

Grave um Movie Maker Project em DVD

Publicado em: 26 de Janeiro de 2004
**
**
Galan Bridgman

Gravar um DVD a partir do comprimento total de seu filme com sua própria câmera é muito divertido. Isso demonstra como a tecnologia padrão atravessou o abismo entre a qualidade de vídeo do PC e os padrões de produção de vídeo profissional. Você agora pode fazer belos DVDs em casa—mantendo os padrões de qualidade em casa passo. E isto pode ser feito com um equipamento de baixo custo que pode acompanhar seu computador.

Como você deve saber, o Movie Maker 2 naturalmente não grava DVDs. Ou Vídeo CDs (VCDs), onde vários DVD players podem reproduzir, e que possuem qualidade inferior aos DVDs. O Movie Maker 2 é uma ferramenta de edição de vídeo que pode gravar vídeos em CD utilizando as capacidades de gravação de CD embutidas no Windows XP. Mas os CDs armazenam apenas cerca de 700 MB de dados—não suficiente para vídeos de alta qualidade. E os arquivos do Windows Media Video 9 no CD não são reproduzíveis nos DVD players atuais. Então pra que você precisa gravar um filme em DVD?

Uma variedade de produtos pode importar, exportar e converter arquivos DV-AVI Tipo 2 ou MPEG-2 e gravar um DVD, mas na minha opinião, o MyDVD   da Sonic Solution's é a maneira mais fácil e direta, necessitando de uma conversão mínima ou sem formato e um quantidade mínima de espaço no disco temporário. O Sonic MyDVD vem incluso com muitos gravadores de DVD como o Sony DRX-510UL   que eu utilizei para escrever esta coluna.

Mas os aplicativos mais baratos que adicionam as capacidades de gravação do DVD ao sistema operacional Windows geralmente necessitam de uma boa ferramenta de edição de vídeo. Eis onde surge o Movie Maker 2. Conforme vimos no Moviemaking 101 (em inglês) e no Moviemaking 202, o Movie Maker 2 é uma excelente ferramenta de edição de vídeo de nível de entrada. É um componente gratuito do Windows XP fácil de ser utilizado e possui muitos recursos poderosos.

Nesta coluna, eu explico como usar o Movie Maker 2 para preparar um vídeo doméstico com alta qualidade e gravá-lo em um DVD para visualizá-lo posteriormente. Nos passos a seguir, eu mostrarei como usar o Movie Maker 2 para capturar e editar seus vídeos e em seguida usar o Sonic MyDVD para gravar seu DVD em um gravador externo.

Requisitos de Hardware para Bons DVDs

Muitas pessoas relatam erros de programação de áudio e vídeo ou interrupção na transmissão com os DVDs que produzem. Há muitas razões para isto, mas uma boa qualidade de mídia e um bom hardware eliminarão muitos desses problemas. O tipo de mídia adequada a seu DVD player também ajuda. Segue abaixo algumas considerações para serem lembradas ao selecionar um hardware.

Câmera — Você não pode obter um DVD legal com uma câmera ou processo de captura de baixa qualidade. Isto não quer dizer que você precise de uma profissional muito cara, mas dê preferência a uma de boa qualidade e digital, como a IEEE 1394 ou USB 2.0. Consulte minha coluna Capturando Vídeo a partir de Fontes Digitais (escrita antes da USB 2.0 existir) ou a coluna de Jason Dunn Selecionando a Câmera Certa para Atender Suas Necessidades para ajudá-lo a selecionar uma câmera.

Computador — Quando lidar com taxas de dados muito altas de um vídeo em DVD, não economize na energia do computador. Muitos aspectos do processo de criação de DVD podem ser árduos ou não concluídos caso utilize hardware inadequado. Felizmente, os modelos de computador mais recentes possuem energia suficiente. Eu recomendaria no mínimo um processador com 1,8 GHz, 512 MB de RAM e bastante espaço no disco rígido. A captura de um vídeo de uma hora utilizaria cerca de 14 GB. Você poderá removê-lo após a criação do DVD ou compactá-lo caso queria mantê-lo por perto em memória temporária, mas você não se arrependerá de ter bastante espaço livre no disco. As informações adicionais sobre a seleção de hardware estão disponíveis na coluna Usando o Hardware Certo para uma Boa Edição de Vídeo.

Gravador de DVD — Os gravadores de DVD vêm agora com um componente padrão em vários modelos mais recentes de computador. Também conhecido como "gravador de DVD" ou mais conhecido como "DVD Burner", esses dispositivos ficaram mais baratos há 2 anos, enquanto seu conjunto de recursos encareceu. Eu prefiro obter um "multi-gravador" capaz de gravar formatos em DVD-R ou DVD+R. Isto atende todas as necessidades de gravação de seu DVD-ROM. Eu usei a unidade externa Sony DRX-510UL para gravar esta coluna e fiquei impressionado com suas capacidades e desempenho. Se seu computador ainda não tiver um gravador de DVD, você pode adicionar uma unidade interna ou acoplar uma externa. Lógico que é mais fácil acoplar uma unidade externa por ser portátil, embora seja um pouco mais cara.

Mídia — Selecione uma boa mídia e o formato certo, vital para obter bons resultados na gravação de seus DVDs. Se você gravar um DVD e ele não funcionar em um player que supostamente aceite este formato, a culpa pode ser da mídia de baixa qualidade. Pergunte sobre as melhores mídias e evite as que tenham baixa reputação. O DVD-R é suportado por uma grande quantidade de DVD players, mais do que o DVD+R, mas o DVD+R grava cerca de 2.4 vezes mais rápido e parece ser o formato preferido ultimamente. Consulte DVDRhelp.com   para obter informações adicionais sobre os tipos de mídia.

Prepare o Conteúdo

Embora muitos aplicativos populares e ferramentas que existem para criar DVDs, eu limito esta coluna para falar sobre os produtos que eu acho que fornecem um processo total mais fácil, criando DVDs em um menor espaço de tempo. Para editar o comprimento total bruto de um filme completo, você precisa de um editor de vídeo. Eu gosto muito do Windows Movie Maker 2.

Se você não conhece o novo Movie Maker 2, eu sugiro que você leia o link Moviemaking 101 (em inglês) e o Moviemaking 202 antes de iniciar seu primeiro projeto. Certifique-se de atualizar para a versão 2, disponível no site Windows Update. E se você nunca teve aquele diploma da escola de filmagem, recomendo o link Como a Composição e a Iluminação Podem Ajudá-lo a Fazer Filmes Melhores para obter algumas dicas sobre filmagem de vídeo. O link Foco: Movie Maker 2 (em inglês) contém uma variedade de artigos que ajudam você a capturar e editar seus vídeos. Para isso, eu irei concentrar essa seção em questões relativas à gravação de DVD.

Vamos começar com uma olhada rápida no processo de captura e edição. Com sua câmera conectada ao seu computador pelo IEEE 1394 ou USB 2.0, inicie o Movie Maker 2 e comece o processo de captura:

1.

Clique em Iniciar, Todos os Programas, Acessórios, Entretenimento e em seguida clique em Windows Movie Maker.

2.

No painel Tarefas de Filme, clique em Capturar a partir do dispositivo de vídeo. Insira um nome para o vídeo e clique em Próximo.

3.

Se o vídeo que será capturado for temporário e você o excluir após gravar seu DVD, se quiser testar as utilidades de gravação de DVD adicionais além do MyDVD ou usar a mais alta qualidade possível para gravar permanentemente o vídeo a ser capturado, selecione Formato de dispositivo digital (DV-AVI). Isto precisará de muito espaço em disco, mas você não perderá a qualidade. Se você quiser um processo de apenas um passo para capturar seu vídeo e também colocá-lo em seu disco rígido, DVD ou fita, com qualidade inferior, clique em Outras configurações e em seguida clique em Vídeo de alta qualidade (NTSC) conforme mostrado na Figura 1. O resultado da qualidade será perfeitamente bom para DVDs e mesmo se o tamanho do arquivo aumentar, ele ainda terá cerca de um oitavo do tamanho do arquivo DV-AVI.

Selecting a video capture format

Figura 1: Selecionando um formato de captura de vídeo

Observe que se você escolher qualquer outra configuração que não seja DV-AVI, o Movie Maker utilizará temporariamente uma grande parte de espaço no disco e em seguida compactará o vídeo ao formato selecionado. Você pode sempre deixar o computador e fazer outra coisa se perceber que levará algum tempo e economizar um passo de conversão extra posteriormente.

4.

Há outro conjunto de formatos de alta qualidade que você pode escolher que possuem um índice de compactação melhor do que o Vídeo de alta qualidade (NTSC), mas eu começo a notar uma leve degradação na qualidade do DVD quando uso esta opção. Use-os apenas se fizer sentido ao seu cenário.

5.

Após selecionar o formato de captura, clique em Próximo e selecione se você quer capturar automaticamente ou manualmente a fita toda e em seguida clique em Próximo. Dependendo de qual opção escolher, você verá o Movie Maker retroceder sua fita e começar a capturá-la na íntegra ou verá a caixa de diálogo de captura manual. Consulte as colunas referentes à captura.

6.

Após todo o vídeo ser capturado, crie seu filme no Movie Maker, conforme mostrado na Figura 2. Você pode mixar outros arquivos de vídeo que já possui em seu disco, mas tente selecionar vídeos com qualidade similar, para que não haja oscilação ao reproduzir o DVD.

Editing your movie in Movie Maker 2

Figura 2: Editando seu filme no Movie Maker 2

7.

Deixe que o critério utilizado acima no formato de captura o guie para determinar se você quer as configurações em DV-AVI ou em Vídeo de alta qualidade (NTSC) de acordo com seu formato de saída. Eu duvido que você perceba qualquer diferença na conclusão de seu DVD, mas o DV-AVI precisará de mais espaço em disco. Uma dica adicional: se você selecionar um formato de saída diferente do que o já selecionado para seus formatos de vídeos, o Movie Maker 2 gastará algum tempo para recodificar tudo o que ainda não estiver naquele formato. Isto leva tempo, ao contrário do espaço extra em disco, mas você deve manter os mesmos formatos para acelerar o processo todo.

8.

Após decidir o formato de saída, clique em Salvar em meu computador logo abaixo de Concluir Filme no painel de tarefas. Insira um nome para o arquivo de saída e clique em Próximo.

9.

Se apenas um formato escolhido estiver visível, clique em Exibir mais escolhas. Agora estão disponíveis três escolhas. Clique em Outras Configurações e em seguida selecione o formato desejado através da lista. Clique em Próximo e aguarde a saída completar.

Gravando o DVD

Você agora está pronto para iniciar o MyDVD e gravar seu filme em DVD. Na Figura 2, um projeto de DVD está esperando ser gravado.

A MyDVD project ready to burn

Figura 3: Um projeto do MyDVD pronto para ser gravado.

Com sua mídia de DVD selecionada em seu gravador, siga os seguintes passos:

1.

Clique em Iniciar, Todos os Programas, Sonic, MyDVD e em seguida clique em Create DVD.

2.

Será criado um projeto em branco para você, onde você deverá nomeá-lo e salvá-lo pelo menu File. Você estará ignorando o passo Captura, pois já o fez com o Movie Maker. Clique em Get Movies.

3.

Navegue para onde o filme foi salvo e selecione-o. O MyDVD importa seu filme para seu projeto e cria um botão para ele. Você pode adicionar filmes adicionais da mesma forma e o botão criará um pra cada. Você pode adicionar também um slideshow de imagens estacionárias e sub-menus conforme você pode visualizar do painel de tarefas à esquerda. Conforme for adicionando itens em seu projeto, você verá o menu do DVD ser construído à direta. Você pode adicionar quantos conteúdos quiser em seu DVD, o tamanho total atual é exibido no canto inferior esquerdo.

4.

Clique no título do menu principal ou em qualquer botão de legenda para modificar esses títulos. Arraste os botões para um novo local caso queira reorganizá-los. Você pode também escolhes diferentes fontes, selecionar outros planos de fundo, adicionar pontos em seus vídeos ou modificar outros aspectos de seu DVD a partir do menu de seleções do MyDVD. Consulte a Ajuda do MyDVD para obter informações sobre seus recursos.

5.

Quando terminar de criar o seu DVD, você pode pré-visualizá-lo clicando em Preview. . Os arquivos MPEG-2 de todos os seus botões, slideshows e planos de fundo se organizarão, até que você possa ser capaz de testar seu DVD no computador. Modifique agora caso haja algo que não goste.

6.

Se o DVD estiver do seu agrado, clique no botão vermelho Burn Ao chegar neste ponto, seja paciente pois o processo pode demorar um pouco. Lembre-se de que o que está fazendo não era possível há alguns anos. Você observará que o MyDVD realiza um passo de conversão a cada parte que ele prepara no DVD. Ele deve converter tudo para o formato MPEG-2, padrão de DVDs. Este passo pode ser demorado para arquivos maiores. Ele não realiza este passo para qualquer conteúdo já incluído em seu projeto de DVD com MPEG-2. O MyDVD começará em seguida a gravar o conteúdo final no DVD. A velocidade de gravação varia dependendo da mídia que você estiver usando. Quando o processo terminar, você pode ver a mensagem abaixo.

Your DVD is ready

Figura 4: Seu DVD está pronto!

Uma nota adicional sobre o espaço em disco—pode ser que seja preciso muito espaço para suportar os arquivos temporários MPEG-2 criados logo antes da gravação, portanto, certifique-se de que tem espaço suficiente antes de iniciar. Considere mais ou menos 65 MB por minuto. O resultado do tamanho dos arquivos MPEG-2 de seus vídeos, será virtualmente idêntico ao seu formato de saída, pois todo o conteúdo é transcodificado no mesmo formato MPEG-2 do DVD.

Agora é a vez de testar seu DVD em um DVD player! Meu primeiro DVD funcionou na primeira tentativa. Eu espero que o seu também funcione. Os DVD players mais recentes funcionam com vários tipos de mídia. Os modelos mais antigos podem não funcionar com todas elas, especialmente se você utilizar DVD+R. Se um formato não funciona, tente outros, se seu gravador suportar. Eu também testei várias vezes quando o DVD não reproduzia, eu retirei do gravador, coloquei novamente e ele funcionou.

Recursos de Confecção de Filmes Adicionais

Agora que você já criou o seu primeiro DVD, você com certeza estará mais criativo. Se estiver fazendo DVDs de seu último feriado, obtenha o Windows Movie Maker 2 Winter Fun Pack 2003 para apimentar seu DVD com alguns novos vídeos atraentes, telas de título, transições e outros efeitos. Os efeitos adicionais do Movie Maker e as transições estão disponíveis em Microsoft Plus! Digital Media Edition 1.1  .

Conforme aumentar a sua necessidade, há outros produtos disponíveis que contém os recursos que você precisa. Eu não os mencionei nesta coluna porque eu quis que a gravação de seu primeiro DVD fosse mais fácil possível. Mas se você já estiver pronto para testar os produtos com as capacidades de gravação mais avançadas ou apenas desejar adquirir um recurso que o MyDVD ainda não tenha, consulte os links: Sonic DVDit!, NeroVision Express 2, TMPGEnc Plus, Roxio Easy CD & DVD Creator 6, Ulead DVD Workshop, Pinnacle Studio 8, e WinDVD Creator  . Há muitos outros lugares que você pode encontrar mais informações na Web. Três links que eu recomendo são DVDRhelp.com, DVD FAQ, e PapaJohn's   Movie Maker 2.

Você também pode tirar duvidas e obter ajuda dos pares, MVPs e voluntários da Microsoft no grupo de notícias do Windows Movie Maker . O livro de Jason Dunn Faster Smarter Digital Video   ajuda bastante, assim como os 2 livros de John Buechler ("PapaJohn") sobre o Movie Maker 2. Eu recebi muitas dúvidas dos leitores sobre como "criar DVDs com o Movie Maker," e agora você já sabe.

Galan Bridgman é desenvolvedor, arquiteto e entusiasta de tecnologias de mídia digital. Ele co-desenvolveu o QuickTime for Windows para a Apple. Na Starlight Networks ele desenvolveu tecnologias inovadoras e modernas para os clientes utilizando o ActiveMovie® e o NetShow® Server, precursores do Windows Media Technology. Consultor em tempo integral e atualmente desenvolve uma estação de rádio de última geração totalmente automatizada utilizando as tecnologias do Microsoft Windows Media 9 Series. Após o expediente, se diverte mostrando ás outras pessoas como utilizar melhor os aplicativos mais recentes do Windows Media da Microsoft. Consulte o site de Galan   para informações adicionais sobre ele.



©2016 Microsoft Corporation. Todos os direitos reservados. Entre em contato |Nota Legal |Marcas comerciais |Política de Privacidade
Microsoft