A Jornada em Direção à TI Moderna

Assim como muitos de vocês que lideram e trabalham em departamentos de TI, a equipe de liderança na Microsoft IT reflete regularmente sobre o que fazemos, e de que maneira. Nós e nossa empresa temos uma arraigada noção de autocrítica, responsabilidade e disposição para aceitar grandes desafios com entusiasmo e integridade.
Atualmente, estamos transformando a maneira como trabalhamos com a TI. Essa alteração está ligada à visão que o CIO Tony Scott estabeleceu para nossa organização: conectar a empresa, satisfazer a nossos clientes e inspirar o setor. Ela também está ligada às necessidades da empresa. Ao enfrentar concorrentes nos segmentos empresariais e de consumidores e buscar o próximo bilhão de clientes, a Microsoft precisa ser capaz de reagir dinamicamente à rápida evolução das condições do mercado. Isto leva a novas estratégias de negócios e novos modelos e à sua execução com mais agilidade do que no passado. Um exemplo dos novos modelos para nós é a abertura de lojas de varejo da Microsoft nos EUA e planos de expansão para os próximos anos.
A Microsoft IT está transformando sua maneira de operar. Vejo isso como uma jornada em direção à TI moderna, que se caracteriza por ser mais estratégica, inovadora e competitiva. O destino de nossa jornada é desenvolver uma empresa em tempo real, e estamos nos concentrando em processos de negócios e do usuário final para concluir essa jornada. Vou falar um pouco mais sobre cada um deles.
Em termos de processos de negócios, estamos mudando três aspectos. Em primeiro lugar, estamos dissociando os processos de negócios da tecnologia, o que deve aumentar a agilidade dos processos de negócios. Em segundo lugar, estamos criando e gerenciando aplicativos compostos orientados para processos, para fornecer capacidades de negócios altamente diferenciadas, eliminando a redundância. Em terceiro lugar, estamos concentrando as iniciativas de nossa organização de TI em atividades que contribuem para o alto valor dos negócios e a diferenciação estratégica em relação à concorrência.
Em termos de usuários finais, estamos fazendo três coisas. Em primeiro lugar, estamos mais focados na capacitação dos funcionários desde o início, com ferramentas de produtividade e de colaboração e análise. Em segundo lugar, estamos trabalhando para manter os funcionários e seus participantes conectados, seja por meio de tecnologia com fio, tecnologia móvel ou recursos sociais. Em terceiro lugar, estamos trabalhando para melhorar a inovação nas margens, permitindo que mais pessoas proponham e contribuam com soluções de TI, como lojas de aplicativos e ferramentas de redes sociais. Estamos fazendo isso porque estamos contratando mais pessoas que são nativas da tecnologia digital, em comparação com cinco anos atrás. Essa tendência vai continuar e, de acordo com as tendências de consumerização de TI, os usuários querem ter as mesmas experiências ricas no mundo dos negócios que eles têm em casa.
Outra maneira de resumir a alteração da TI é a mudança do equilíbrio, para priorizar a capacitação do usuário com a responsabilidade da empresa, deixando para trás a percepção da TI como um instrumento de controle e bloqueio. Para alcançar o equilíbrio certo, minimizando riscos e maximizando benefícios, pode ser necessário adotar certas tecnologias de consumo no local de trabalho ou fornecer alternativas empresariais que satisfaçam aos usuários e aos reguladores.
O ponto de virada para esse equilíbrio é a inovação. A maneira como nós, enquanto profissionais de TI, concebemos, criamos, implantamos e gerenciamos projetos de TI se baseia na inovação generalizada. A inovação é fundamental para o indivíduo, para os departamentos e as empresas, pois ajuda a manter os funcionários, inspirar as equipes e diferenciar a empresa no mercado. Como parte de nosso processo de alteração na Microsoft IT, precisamos colocar em prática ferramentas e programas para possibilitar e incentivar projetos inovadores. Esses projetos variam desde a visualização de dados até a captura e a elaboração de relatórios 3D. Também patrocinamos a ‘Garagem da Microsoft IT’, onde incentivamos e capacitamos todos da Microsoft IT para experimentar a computação em nuvem e criar conceitos e soluções inovadores.
Estamos descobrindo que a jornada em direção à TI moderna tem muitas implicações positivas para a TI e os negócios. Vou compartilhar alguns resultados de um programa piloto de um ano de duração com nosso setor de licenciamento, que é o cerne para rentabilizar produtos e serviços da Microsoft. O piloto foi um modelo para nossa transição para uma empresa em tempo real. Os resultados mostraram que a duração do tempo de compilação de aplicativos foi reduzida em 25%, enquanto o tempo de ciclo para o lançamento de um produto foi reduzido em 60%. Nesse meio tempo, a satisfação dos parceiros de negócios aumentou em 44 pontos, e a satisfação dos parceiros de canal aumentou em 83 pontos. Esse piloto bem-sucedido validou em grande parte a alteração estratégica que estamos realizando atualmente na Microsoft IT.
Acredito que a organização de TI moderna é fundamental para o sucesso dos negócios, agora mais do que nunca, e que a TI vai assumir cada vez mais um papel de liderança nos negócios daqui para a frente. Se estiver interessado em saber mais sobre nossa jornada, você pode fazer perguntas aqui ou pode contatar sua equipe de conta da Microsoft para agendar uma apresentação.
Bob Anderson