As estratégias de consumerização de TI fornecem valor centrado no utilizador às empresas, já que podem repercutir-se de modo positivo na produtividade, disponibilidade, realização profissional e retenção da força de trabalho. Os empregados da era moderna exigem poder de escolha na forma como levam a cabo as suas tarefas, pelo que os empregadores podem socorrer-se da consumerização de TI como um fator de diferenciação apelativo no recrutamento.
As estratégias de consumerização de TI também dispensam a equipa de TI de inúmeras atividades não estratégicas, tais como a aquisição e manuseamento de dispositivos, a gestão de recursos e o aprovisionamento. Estas operações podem ser realizadas fora da empresa, reduzindo assim as despesas operacionais.
Apesar de a adoção de uma estratégia de consumerização de TI proporcionar vários benefícios, também introduz riscos que têm de ser avaliados. A definição de uma estratégia que inclua métodos para a gestão dos recursos digitais, segurança e governação traz a vantagem de melhorar a infraestrutura de segurança de uma empresa.
No mês que vem, iremos abordar a segunda parte: Como Desenvolver uma Estratégia de Consumerização de TI.