Educação: o primeiro passo para um futuro melhor

Com ações que levam tecnologia de ponta para a rotina escolar e para organizações sem fins lucrativos, a Microsoft contribui para que brasileiros tenham acesso ao ensino de qualidade e estejam preparados para o mercado de trabalho.

O comprometimento da Microsoft com o Brasil começa na construção de uma sociedade preparada para vencer os desafios de um mundo cada vez mais conectado e competitivo, no qual a tecnologia é uma grande aliada. Esse compromisso se reflete na adoção de programas e iniciativas fomentados para levar aos brasileiros Educação e Capacitação de qualidade.

Prioridade da companhia, a área de Educação tem programas voltados a alunos em todos os níveis de aprendizado e professores que precisam estar atualizados para preparar os futuros profissionais. Com o programa YouthSpark, a Microsoft estabelece parcerias com governos, entidades sem fins lucrativos e empresas, unindo esforços na capacitação da juventude para viabilizar oportunidades de emprego e empreendedorismo.

O programa é formado por três pilares – capacitar, imaginar e realizar – e engloba várias iniciativas como Parceiros na Aprendizagem para treinamento de alunos e professores; IT Academy para capacitação em TI para instituições acadêmicas; Imagine Cup, a copa do mundo de computação; conteúdos focados em tecnologia como DreamSpark e Microsoft Virtual Academy (MVA); e BizSpark para estímulo a startups, além de doações em dinheiro e licenças de softwares.

Desde setembro de 2012, quando foi criado, o YouthSpark beneficiou mais de 11,6 milhões de jovens. Apenas em 2014, doou R$ 2,8 milhões em dinheiro e software para entidades sem fins lucrativos do Brasil que atuam com capacitação de adolescentes.

Uma das entidades que recebeu a doação foi a ONG Comitê para Democratização da Informática (CDI), que atua com jovens de 16 a 25 anos proporcionando formação em tecnologia, cidadania e estímulo à atividade empreendedora. Apoiada pela Microsoft com recursos financeiros, licença de softwares e, mais recentemente, com capacitação dos alunos por meio da Academia Virtual Microsoft (MVA, sigla em inglês), a parceria existe há 19 anos, desde a fundação da ONG, que já beneficiou mais de 1,5 milhão de pessoas.

Em 2014, a Associação Telecentro de Informação e Negócios (ATN) também continuou recebendo os recursos da Microsoft. A instituição oferece cursos de capacitação tecnológica para a comunidade, resultado de duas parcerias com o governo federal: Brasil Mais TI e o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), em apoio ao Plano Brasil sem Miséria, coordenado pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Agora também utiliza o conteúdo da MVA nos mais de 2 mil telecentros que mantém espalhados pelo país.

Com o programa Shape the Future, as secretarias de educação dos estados e municípios brasileiros podem comprar softwares Microsoft por um preço diferenciado. Foi o que fez o governo de Goiás que beneficiou cerca de 150 mil alunos e 2,3 mil professores da rede pública estadual com netbooks equipados com o Windows e o Office, com direito ao uso do Office 365 (versão online dos tradicionais softwares do pacote Office). A Microsoft também firmou parcerias com Pernambuco, Rio de Janeiro, São Paulo e Espírito Santo e com diversos municípios brasileiros.

No interior de São Paulo, a prefeitura de Tremembé fechou acordo com a Microsoft para levar tecnologia a aproximadamente 6 mil alunos da rede municipal de ensino e oferecer qualificação a jovens profissionais, estimular a inovação e o empreendedorismo. A revolução na educação da cidade terá conteúdos de capacitação básica em Tecnologia da Informação na grade curricular e cursos online. E os professores vão contar com o programa Parceiros na Aprendizagem para se relacionar com outros educadores e gestores de várias partes do mundo e trocar boas práticas. Além de Tremembé, outras cidades de São Paulo firmaram o acordo, entre elas, Campos do Jordão, Pindamonhangaba e São Carlos. O estado do Acre também adotou a iniciativa.