Somar esforços, adicionar tecnologia de ponta e mudar o Brasil. A Microsoft está comprometida a transformar o país, tornando-o mais produtivo e competitivo. Um lugar onde as pessoas são o centro de nossas ações. É por elas que desenvolvemos a melhor tecnologia, para que possam fazer o que gostam, cumprir tarefas, aprender, criar e atingir seu pleno potencial.

Mudar para melhor é possível, prova disso foram os últimos 25 anos. Nesse tempo, a companhia se transformou e acompanhou as mudanças no Brasil. No País é uma das 110 subsidiárias da Microsoft Corporation e possui um ecossistema de 19.700 parceiros. Na economia o impacto é tamanho que a cada R$ 1,00 faturado pela Microsoft, R$ 11,00 são gerados pelo ecossistema local, de acordo com estudo realizado pelo IDC (International Data Corporation), em 2012.

O impacto real das ações da Microsoft no Brasil passou pelos quatro pilares do Plano Nacional de Competitividade. Em Educação, o programa YouthSpark - que estabelece parcerias com governos, escolas, entidades sem fins lucrativos e empresas para unir esforços na capacitação da juventude - já beneficiou mais de 11,600 milhões de jovens desde sua criação em setembro de 2012.

Apenas em 2014 foram doados pelo programa R$ 2,8 milhões em dinheiro e software para entidades sem fins lucrativos do Brasil que atuam com capacitação de jovens. A iniciativa impactou cerca de 470 mil jovens, possibilitando melhores oportunidades no mercado de trabalho. O compromisso da Microsoft com a Educação foi reforçado também quando a companhia comprou a Nokia e passou a apoiar o trabalho da Fundação Nokia. Há 28 anos dedicada à educação no Amazonas, a instituição já formou mais de 2,5 mil alunos nos cursos do ensino médio, técnico, profissionalizante e online.

Entre as ações para promover a Educação, a Microsoft fechou uma parceria com a Secretaria de Educação do Estado de São Paulo para disponibilizar a 4,3 milhões de alunos e 240 mil professores das escolas públicas de São Paulo acesso gratuito ao Office 365, hospedado na Nuvem e que inclui os programas Word, Excel, PowerPoint, OneNote, Outlook e aplicativos. Com os produtos da Microsoft, os estudantes passaram a viver uma nova experiência de aprendizado, com rotinas escolares mais dinâmicas e produtivas.

Para promover o desenvolvimento de novas tecnologias, incentivar a indústria nacional de software e a capacitar jovens, a companhia conta com treze Centros de Inovação Microsoft (MIC, sigla em inglês de Microsoft Innovation Center), equipados com o que há de mais moderno em tecnologia. Eles estão localizados em Brasília (DF), Fortaleza (CE), Joinville (SC), Olinda e Recife (PE), Porto Alegre (RS), Minas Gerais (MG), Petrópolis (RJ), São José do Rio Preto e São Paulo (SP), dois em Curitiba (PR) e Vitória (ES). Aos Centros somou-se a expertise do Instituto de Desenvolvimento Tecnológico (INdT) - um centro de pesquisa e desenvolvimento sem fins lucrativos que atua na geração de novos conceitos, produtos e soluções para as áreas de tecnologias móveis e internet. Desde que iniciou suas operações em 2001, o Instituto produziu mais de 500 publicações científicas.

No Rio de Janeiro o polo tecnológico inclui o Laboratório de Tecnologia Avançada, o Centro de Desenvolvimento do Bing e a Aceleradora de Startups. O Laboratório de Tecnologia Avançada (ATL – Advanced Technology Laboratory na sigla em inglês) é o primeiro centro de pesquisa e desenvolvimento da Microsoft no hemisfério sul, com o objetivo de gerar inovação e aumentar a competitividade nacional. O primeiro foco do trabalho é na área de segurança pública, integrando novas tecnologias às ferramentas do Domain Awareness System (DAS).

A infraestrutura das operações do Office 365 e do Azure ficou mais robusta com a instalação de dois Data Centers no Brasil. E para dar suporte ao aprendizado e à pesquisa há ainda o Microsoft Technology Center (MTC), de São Paulo, o maior da América Latina. Além disso, com a aquisição da Nokia, a companhia passou a contar com uma fábrica de smartphones e Xbox em Manaus.

Para as Pequenas e Médias Empresas, a Microsoft trouxe tecnologia de ponta e mudou a forma como fazer a gestão do empreendimento, facilitar a comunicação entre os colaboradores, diminuir distâncias, compartilhar documentos com agilidade entre muitos outros benefícios. Com o Office 365 e a plataforma Azure, as PMEs tornaram-se mais produtivas.

Outra iniciativa que se consolidou em 2014 foi o Microsoft CityNext, ação global que apoia o desenvolvimento de governos, instituições, empreendedores, educadores e cidadãos, para que todos tenham as mesmas possibilidades e potencial para modificar positivamente o lugar onde vivem e o próprio futuro. Um dos programas postos em prática foi o Domain Awareness System (DAS), que recebeu em São Paulo o nome de Detecta.

As favelas do Rio de Janeiro também estão entre os locais beneficiados pelas ações da Microsoft. Com o projeto Na Área foi realizado o mapeamento de todas as favelas pacificadas, que passaram a constar no mapa virtual. Por meio do Bing, é possível acessar os pontos de interesse dessas comunidades. Assim, a Microsoft interage com o que há de mais inovador para transformar a vida das pessoas, seja nas comunidades cariocas ou nas escolas de São Paulo.