Casos de Sucesso

Serasa Experian
"A ideia é que a atualização não seja apenas uma troca de sistema operacional e aplicativos. Queremos usar esse momento como uma oportunidade de melhoria nos processos"
Carlos Alcântara, gerente de sistemas operacionais e armazenamento

Serasa Experian

<p>Mais do que uma atualização de software, a evolução para Windows 7 Enterprise e Office 2010 Professional foi uma oportunidade de ganhar maturidade na gestão de serviços para 3 mil desktops. Em um processo de migração altamente produtivo, foram também padronizadas melhorias na configuração dos desktops, que facilitam a gestão e futuras atualizações.</p>Embora as áreas de negócios já ansiassem por recursos como as inovações do Excel, houve um programa de workshops, para maximizar os ganhos de produtividade e satisfação. A Serasa Experian também entrou no mundo das tecnologias de virtualização do MDOP.

Cliente

Perfil da empresa
A <strong>Serasa Experian</strong>, parte do grupo Experian, é o maior <em>bureau</em> de crédito do mundo fora dos Estados Unidos, detendo o mais extenso banco de dados da América Latina sobre consumidores, empresas e grupos econômicos.
Endereço da web
www.serasaexperian.com.br
Estado
SP
Segmento
Finanças

Por dentro do caso

Situação
A Serasa Experian tinha um parque de cerca de 3 mil computadores, com Windows XP e diferentes versões do Office. Os processos de manutenção e atualização das estações exigiam que os técnicos interviessem máquina por máquina.
Solução
A Serasa Experian, com apoio da Brasoftware, teve um processo automatizado de migração, que minimizou o impacto da mudança e massificou as melhores práticas de configuração e gerenciamento de desktop.
Benefícios
  • Aumento de produtividade e satisfação dos usuários
  • Padronização dos desktops conforme melhores práticas
  • Redução das chamadas ao suporte e automação das intervenções
  • Evolução do nível técnico do profissional de TI
Situação

A Serasa Experian - líder na América Latina em soluções de informação para todas as fases do ciclo de negócios e Autoridade Certificadora da ICP Brasil - tem um contrato Enterprise Agreement com a Microsoft, que já incluía a atualização de sistema operacional e Office. O parque, de cerca de 3 mil estações, estava em Windows XP SP2/SP3, com diferentes versões do Office. Evidentemente, os avanços em segurança, compatibilidade com novos aplicativos e novas funcionalidades já justificariam a atualização, como ocorre na grande maioria das organizações. Contudo, a Serasa Experian aprofundou a transformação, para que tanto a equipe de TI quantos os usuários tirem o máximo de proveito das inovações. "O nível de motivação e de conhecimento aumentou muito ao fim do projeto. Esse foi o grande ganho", destaca Carlos Alcântara, gerente de sistemas operacionais e armazenamento da Serasa Experian.

Devido à dimensão do parque, a preparação das máquinas, o backup dos dados do usuário e a instalação levariam muito tempo para ser concluídos. "Se as pessoas chegassem ao trabalho e não dispusessem de Word, Excel e Outlook, a empresa pararia", constata Alcântara. "Levamos esse desafio à Microsoft. Foi desenvolvido um processo que, além de automatizar a instalação, preserva o ambiente do usuário, com seus arquivos, pastas, impressoras, e outras configurações pessoais", conta.

"Junto à padronização dos desktops, trabalhamos fortemente com os profissionais de suporte para transferir o conhecimento sobre o Configuration Manager e outras ferramentas que simplificam o gerenciamento e a atualização", observa Alexandre Lopes, executivo de contas para indústria financeira da Brasoftware, Gold Partner da Microsoft.

Solução

Para atualização ao Windows 7 Enterprise e Office 2010 Professional, basta o técnico conectar um pen drive e, em menos de 20 minutos, é automaticamente instalada a imagem padrão das estações da Serasa Experian. Alcântara explica que nesse processo são restauradas as configurações pessoais (drivers, modos de exibição etc.). Além disso, a nova instalação já implementa outra melhoria, que é a separação de partições exclusivas para dados. "Assim, nas próximas migrações, não precisaremos nos preocupar tanto com o backup, pois tudo permanecerá no disco sem problemas", justifica o gerente.

As atualizações na primeira centena de máquinas tiveram o apoio da Brasoftware, parceira de vendas e consultoria da Microsoft.

Virtualização - Outro desafio colocado à Microsoft era a compatibilidade com o legado. "Tínhamos aplicativos em Visual Basic 6. Nos casos em que essas ferramentas são imprescindíveis, garantimos o suporte com a tecnologia Med-V, que cria um ambiente virtual sobre o Windows 7 Enterprise. Isso foi uma grande vantagem", avalia Alcântara.

Alexandre Lopes reconhece que a virtualização foi inicialmente aproveitada para contemplar o legado, mas destaca que Serasa Experian imediatamente percebeu que as tecnologias do MDOP (Microsoft Desktop Optimization Pack) abrem novas alternativas de gestão de recursos. A virtualização de aplicações também se estende a ferramentas nativas do Windows 7 Enterprise, das quais algumas começam a rodar em App-V. "Para distribuição de aplicativos de uso eventual, a entrega fica bem mais simples", justifica Alcântara. "A partir de nossa experiência como Windows 7 Enterprise e o App-V, já vislumbramos usar a virtualização como um recurso de recuperação de desastres. Se uma estação for danificada, o usuário baixa seu ambiente de trabalho e seus dados do servidor e continua a trabalhar normalmente", revela.

Benefícios

Alcântara informa que a atualização e padronização do parque reduziram significativamente o volume de chamados ao help desk, assim como facilitaram a implementação das políticas de segurança e conformidade. No entanto, Alcântara enfatiza que, mais importante do que os benefícios técnicos, a mudança criou um ambiente de motivação a melhorias nos métodos e na qualidade do trabalho de todos os funcionários. "Fizemos workshops para mostrar as inovações mais relevantes, como as facilidades de indexação e busca de documentos", exemplifica.

"Além do treinamento para os usuários, a Serasa Experian deu uma forte atenção ao repasse de conhecimento tecnológico a seus profissionais de suporte", enfatiza Alexandre Lopes, da Brasoftware.

Para alavancar os resultados da atualização, foram conduzidas iniciativas como o convite ao consultor André Luiz Manzano, autor renomado de best sellers sobre plataformas Microsoft, que tirou dúvidas e trocou ideias com os usuários.

Entre os usuários mais avançados, com funções chave na organização, novas funcionalidades do Office tiveram efeito imediato em seu trabalho. "Novidades como a expansão de limites nas tabelas do Excel foram muito bem recebidas, principalmente entre os tomadores de decisão, que usam funções de BI", exemplifica Alcântara. "O PowerPoint também enriqueceu muito as apresentações", complementa. "É uma combinação perfeita: com o PowerPoint se vende e com o Excel se justificam os investimentos", resume Carlos Alcântara. E acrescenta: "além disso, a ideia é que a atualização não seja apenas uma troca de sistema operacional e aplicativos. Queremos usar esse momento como uma oportunidade de melhoria nos processos".

Lisias Lauretti, CIO da Serasa Experian, diz que é da cultura da empresa a busca constante das melhores ferramentas, práticas e recursos tecnológicos que permitam que as pessoas e o negócio possam ganhar em eficiência e agilidade.

Alinhamento à certificação digital - A Serasa Experian é uma Autoridade Certificadora, credenciada à emissão do instrumento oficial de autenticação no Brasil. Nesse contexto, há anos desenvolve uma parceria com a Microsoft para que a "cadeia da certificação digital" seja reconhecida, com simplicidade, pelo Internet Explorer e outros aplicativos.

Na prática, a integração do certificado digital ao ambiente Microsoft viabiliza a utilização do documento, pela grande facilidade de uso. Por exemplo, a aplicação de uma assinatura digital, que normalmente exigiria vários procedimentos e componentes de software, é uma função nativa do Word e do Outlook, habilitada com apenas um clique no menu.

Devido à parceria da Serasa Experian com a Microsoft, o Internet Explorer foi o primeiro browser a reconhecer a certificação de sites brasileiros oficiais, como o da Secretaria da Receita Federal.