Sobre o Licenciamento

Perguntas Frequentes Sobre o Licenciamento de Produtos

Como um cliente de Licenciamento por Volume, queremos ajudá-lo a conseguir respostas para as suas principais dúvidas de licenciamento de produtos. Reunimos as principais perguntas sobre licenciamento de produtos que as equipes de suporte Microsoft recebem.

As perguntas a seguir têm relação com o licenciamento de produtos segundo contratos de Licenciamento por Volume Microsoft salvo observado de outra forma. Informações de licenciamento para produtos de varejo (FPP) ou de Fabricante de Equipamento Original (OEM) podem ser encontradas nos termos de seus Contratos de Licença de Software. Se precisar de mais informações ou se sua dúvida não constar aqui, entre em contato com seu revendedor Microsoft ou seu centro de suporte ao cliente Microsoft local.

Direitos de Downgrade

Minha organização tem um contrato de Licenciamento por Volume. Onde posso confirmar meus direitos específicos e versões qualificadas para downgrade?

Direitos de downgrade (aqueles para usar uma versão anterior de um produto) são concedidos como parte de todos os Contratos de Licenciamento por Volume. Contudo, você precisa consultar a Lista de Produtos Microsoft para determinados caminhos de downgrade para produtos específicos, já que eles podem ter migrado para outros produtos ou edições.

Para mais informações, consulte o Resumo de Licenciamento por Volume para Direitos de Downgrade.

Eu licenciei o Office Professional Plus 2010 através de um contrato de Licenciamento por Volume. Posso fazer o downgrade para o Office Standard 2010 ou o Office Standard 2007?

Não. Os direitos de downgrade permitem ao usuário utilizar versões anteriores de softwares Microsoft, não outras edições dos softwares lançados na mesma época, salvo explicitamente declarado nos Direitos de Uso do Produto ou na Lista de Produtos (isto é, Windows Server 2008 R2 Enterprise/Datacenter, SQL Server 2008 R2 Enterprise/Datacenter).

Note que a Microsoft faz uma distinção entre os termos "versão" e "edição" quando se referem a licenças de produtos. O termo "edição" significa diferentes ofertas funcionais dentro de uma família de produtos que são geralmente lançadas na mesma ocasião (por exemplo, o Office Professional Plus 2010 e o Office Standard 2010). O termo "versão" se refere a diferentes gerações de uma família de produtos. Direitos de downgrade entre a geração atual (N), a anterior (N-1) e a anterior a esta (N-2) estão limitados às mesmas edições funcionais dentro de cada versão (por exemplo, downgrades do Windows 7 Professional para o Windows Vista Business).

Preciso fazer o downgrade para uma versão anterior de um produto Microsoft que minha organização licencia através do Licenciamento por Volume. Como obtenho versões anteriores de produtos?

Embora você tenha o direito a fazer downgrade de produtos, em geral, o Microsoft Volume Licensing Service Center (VLSC) fornece acesso ao download apenas para as versões atual (N) e anterior (N-1) dos produtos. Observação: Além do acesso a software por download no VLSC, todos os clientes de Licenciamento por Volume podem comprar cópias de mídia física (CD/DVD) de seus softwares licenciados através de seu revendedor Microsoft.

Se você já recebeu mídia física (CD/DVD) de produtos Microsoft anteriores que sua organização está atualmente licenciada a usar através de direitos de downgrade, pode usar essas versões anteriores do software a seu critério. Saiba mais sobre o abastecimento de mídia do Licenciamento por Volume Microsoft.

Direitos de Reconstrução de Imagem

Eu tenho um contrato de Licenciamento por Volume e comprei 1.000 computadores de OEM nos quais foi feito o downgrade do Windows 7 Professional para o Windows XP Professional. Posso usar a mídia do Licenciamento por Volume e uma Chave de Licenciamento por Volume (VLK) do Windows XP Professional para reconstruir a imagem daqueles 1.000 computadores sem comprar 1.000 licenças de Atualização do Windows Professional?

Sim, você pode usar mídia de Licenciamento por Volume e uma VLK para reconstruir a imagem daqueles computadores de OEM se tiver um contrato de Licenciamento por Volume. Observe que, se você for um cliente Open, deve comprar pelo menos uma licença de Atualização do Windows Professional segundo o número de autorização da Open License para obter a mídia e VLK(s).

Para mais informações, baixe o Resumo do Licenciamento por Volume para Direitos de Reconstrução de Imagens.

Software Assurance

Eu comprei o Office Professional Plus 2007 com Software Assurance (SA) e minha cobertura expirou recentemente. Como posso confirmar para qual versão de produto tenho o direito de atualizar pelo benefício de Direitos de Nova Versão do SA?

Você pode confirmar quando produtos são disponibilizados na Lista de Produtos de Licenciamento por Volume Microsoft.

Eu comprei uma licença de produto com cobertura de SA há quase três anos. Quero renovar minha cobertura de SA agora. Contudo, o produto mudou de nome desde que eu o licenciei. Onde posso encontrar informações sobre qual nova versão do produto devo comprar com o SA?

Você pode confirmar versões sucessivas de produtos e caminhos de migração particulares do SA para produtos que tenham migrado para outros ou outras edições na Lista de Produtos do Licenciamento por Volume Microsoft.

Posso incluir SA em uma licença de produto de OEM/Varejo?

Sim, você pode anexar cobertura independente de SA neste caso, mas apenas dentro de 90 dias após a compra de uma licença de produto FPP (Produto em Caixa) de OEM/Varejo. Essa opção está disponível apenas para determinados produtos através de certos Programas de Licenciamento por Volume. Consulte a Lista de Produtos do Licenciamento por Volume Microsoft para detalhes.

Se eu anexar SA a uma licença de produto de OEM/Varejo dentro de 90 dias, que direitos de uso se aplicam?

Se você adquirir Software Assurance para uma licença de Produto em Caixa (FPP) de OEM/Varejo dentro de 90 dias da compra, obtém a opção de instalar e usar a versão do software do Licenciamento por Volume do produto a qualquer tempo. Se fizer isso, seu uso do software se torna sujeito aos Direitos de Uso de Produto Microsoft para aquele produto e aos termos e condições do Contrato de Licenciamento por Volume de sua organização.

Uso de Terceiros

Em nossa empresa temos prestadores de serviço que trabalham em projetos de curto prazo. Podemos atribuir licenças de produtos Microsoft (Office, CALs, etc.) que compramos através de nosso próprio contrato de Licenciamento por Volume aos dispositivos daqueles prestadores de serviços para que eles usem nossos softwares licenciados em nossos projetos?

Sim, contanto que aquelas licenças sejam usadas para o benefício de sua empresa. a licenciada, vocês podem atribuir suas licenças a dispositivos de terceiros.

Vocês têm limites na frequência de atribuição de suas licenças. Licenças de produto de Licenciamento por Volume podem ser reatribuídas a outros dispositivos a cada 90 dias, não muito frequentemente. Se o software for usado para o benefício dos prestadores de serviço e não de sua organização, o prestador precisa comprar suas próprias licenças ou explorar outros tipos de licenças de assinatura de software de curto prazo.

Licença de Atualização

O que é uma "Licença de Atualização do Licenciamento por Volume" para o Sistema Operacional Windows para computadores?

Você não pode comprar licenças do sistema operacional Windows completo para computadores desktop através de programas de Licenciamento por Volume Microsoft. O Licenciamento por Volume fornece apenas licenças de atualização do Windows. Você deve licenciar e instalar um sistema operacional de computador desktop completo "qualificado" em seu dispositivo antes de qualificar-se para adquirir uma licença de atualização para o sistema operacional de computador desktop Windows para aquele dispositivo através de programas de Licenciamento por Volume Microsoft.

A Lista de Produtos Microsoft fornece uma relação de sistemas operacionais qualificados que você pode comprar para computadores antes de qualificar-se para adquirir e atribuir uma licença de sistema operacional de computador desktop a eles através do Licenciamento por Volume. Saiba mais sobre sistemas operacionais Windows qualificados.

Windows 7 Enterprise Edition

Comprei Software Assurance (SA) para o Windows Client e tenho o direito de atualizar para o Windows 7 Enterprise Edition, que está disponível apenas através de SA. Posso reatribuir aquela licença de SO a outro computador e usar o Windows 7 Enterprise Edition nele?

Não. Você não pode mover o Windows 7 Enterprise de um dispositivo licenciado para outro. Contudo, você pode reatribuir cobertura ativa de Software Assurance internamente a um dispositivo substituto, contanto que (1) o computador substituto seja licenciado para executar a última versão daquele sistema operacional, e (2) você remova quaisquer atualizações de sistema operacional de estação de trabalho do computador original, como permitido pelo contrato de Licenciamento por Volume.

Se estiver qualificado para licenças perpétuas segundo seu contrato de Licenciamento por Volume, pode continuar usando o Windows 7 Enterprise em um computador mesmo depois de vencida a cobertura do SA para aquela máquina. Contudo, os "Direito de Uso de Virtualização do Windows 7", que permitem a execução do software em até quatro máquinas virtuais locais, expirará junto com a cobertura do Software Assurance. Saiba mais sobre o licenciamento do Windows 7 Enterprise.

Acesso por Múltiplos Usuários/Dispositivos

Posso usar o Windows 7 Professional como um "servidor" para hospedar aplicativos?

Não. O sistema operacional Windows para estação de trabalho não pode ser usado como um "servidor". A conexão de dispositivos é permitida apenas para algumas finalidades (como Serviços de Arquivo, de Impressão, de Informações da Internet, de Compartilhamento de Conexão de Internet e de Telefonia). Se você quiser hospedar aplicativos e acessá-los em vários dispositivos ou para vários usuários simultaneamente, precisa licenciar produtos de Server/CAL Para mais informações, baixe o Resumo de Licenciamento por Volume para Licenciar Sistemas Operacionais Windows Client e Server em Cenários Multiusuário.

Posso instalar várias cópias do sistema operacional Windows depois de comprar uma licença de Atualização do Windows 7 Professional em meu contrato de Licenciamento por Volume?

Não. Você pode instalar várias cópias do sistema operacional Windows apenas se o computador desktop licenciado para o Windows 7 Professional tiver cobertura ativa de Software Assurance. O direito de instalar e usar cópias adicionais do software é concedido por direitos de uso suplementares associados com cobertura ativa de Software Assurance do Windows 7.

Estou usando um computador com o Windows 7 Enterprise que tem quatro máquinas virtuais (VMs) executadas nele. Outros usuários podem acessar remotamente essas VMs enquanto eu estiver usando meu computador?

Não. O uso do software é limitado a um usuário a qualquer momento. Para mais informações, consulte o Resumo de Licenciamento por Volume para Licenciar o Windows 7 para Uso com Tecnologias de Máquina Virtual.

Direitos de Locação

Minha empresa alugou computadores para seus funcionários. Devo comprar licenças de Direito de Locação?

Não. Clientes usuários finais não compram licenças de Direitos de Locação. Essas licenças especiais suplementares destinam-se à compra por locadoras de computadores, que adquirem e continuam a possuir suas próprias máquinas. Saiba mais sobre Direitos de Locação.

VDA e Direitos de Uso em Roaming

O que é a licença de Acesso à área de Trabalho Virtual Windows (Windows VDA)?

O Windows VDA é uma licença por assinatura baseada em dispositivo criada para ajudar organizações a licenciar dispositivos que não se qualificam para o Windows Client Software Assurance (SA) (tais dispositivos incluem dispositivos "clientes finos" ou computadores de prestadores de serviços (não funcionários)). Eles licenciam o direito de poderem acessar uma área de trabalho virtual. O Windows VDA está disponível através dos principais programas de Licenciamento por Volume Microsoft. Saiba mais sobre o VDA.

Podem me explicar os Direitos de Uso em Roaming para licenças Windows VDA?

O usuário primário exclusivo de um dispositivo licenciado para VDA no trabalho pode acessar sua área de trabalho da Virtual Desktop Infrastructure (VDI) em qualquer dispositivo que não seja de propriedade ou afiliado à organização do usuário, sem a necessidade de uma licença adicional para Windows VDA. Isso permite a um usuário da VDI acessar sua área de trabalho corporativa segura através de um dispositivo não gerenciado, como um computador doméstico ou quiosque de Internet, sem a necessidade de sua máquina da empresa. Se o usuário não tiver um computador da empresa, conhecido como o dispositivo primário do VDA, no trabalho e precisar acessar sua área de trabalho da VDI em um computador doméstico, então a máquina doméstica precisa ter a cobertura de uma licença de Windows VDA separada.

Esses Direitos de Uso em Roaming também estão disponíveis para o usuário primário exclusivo de um dispositivo licenciado com o sistema operacional Windows Client com SA, MDOP, Office Professional Plus SA ou uma licença da VDI Suite. Saiba mais sobre o VDA.

Acesso Remoto

Preciso de uma licença de VDA para acessar remotamente meu computador do trabalho de meu computador de casa?

Não. A licença de VDA não é necessária nesse cenário. Se você for o usuário primário do dispositivo licenciado, como um computador de trabalho no escritório, pode acessá-lo remotamente em qualquer dispositivo. Uma licença de VDI é necessária quando você acessa remotamente uma área de trabalho virtual em um servidor.

área de Trabalho Qualificada

Segundo os Direitos de Uso de Produto Microsoft, o direito de instalar uma cópia adicional em um dispositivo portátil para uso pelo usuário primário exclusivo do dispositivo licenciado, designado "direito de dispositivo portátil", está disponível para Aplicativos de área de Trabalho Microsoft. Minha empresa possui mais de 1.000 licenças do Office Professional Plus em um Enterprise Agreement. Tenho direitos de dispositivo portátil para também instalar o Office em 1.000 computadores portáteis?

Não. O "direito de dispositivo portátil" não é relevante para licenças do Office Professional Plus compradas como Produtos Enterprise "para toda a empresa" segundo os termos do Enterprise Agreement, Enterprise Subscription Agreement, Open Value Company-wide, Open Value Subscription e Campus and School Agreements.

Para esses programas, todas as estações de trabalho, inclusive computadores portáteis usados pelos usuários de uma organização ou para seu proveito, devem ser contados como áreas de Trabalho Qualificadas para comprar Produtos Enterprise (licenças de Atualização do Windows, Office Professional Plus, Core CAL Suite/Enterprise CAL Suite, etc.).

Para mais informações, consulte seu Contrato de Licença de Volume e os Direitos de Uso de Produto Microsoft.

Office Web Apps

Minha empresa comprou 1.000 licenças do Office Professional Plus 2010 em um Select License Agreement. Como podemos acessar e usar Office Web Apps?

O usuário primário exclusivo do dispositivo licenciado pode acessar e usar Office Web Apps remotamente em qualquer dispositivo. Usuários que não sejam o primário podem acessar e usar Office Web Apps um por vez no dispositivo licenciado. Software Assurance não é exigido para esse direito de uso.

Acesso Remoto

Preciso de uma licença adicional do Office para poder acessar remotamente meu computador do trabalho de meu computador de casa?

Se você for o usuário primário exclusivo daquele computador no escritório, pode acessá-lo remotamente em qualquer dispositivo. Mas, se não for o usuário primário daquele computador de trabalho, precisará de uma licença adicional do Office no dispositivo que estiver usando.

Os Direitos de Uso de Produto (PUR) do Licenciamento por Volume dizem que eu posso usar software de aplicativo de área de trabalho em um dispositivo de rede. O que isso significa?

Segundo as cláusulas de uso de rede, você pode executar software em um servidor de rede acessado e usado por suas estações de trabalho licenciadas usando Serviços de área de Trabalho Remota (ou tecnologia similar) e/ou VDI (Virtual Desktop Infrastructure). Para acessar aplicativos como o Office em sua rede, você também deve licenciar cada dispositivo de acesso remoto, mesmo que o software Office não esteja instalado no dispositivo local (por exemplo, o dispositivo local é um "cliente fino").

Instalei o Microsoft Office em um servidor de rede para acesso usando os Serviços de área de Trabalho Remota do Windows. Eu adquiri Licenças de Acesso para Cliente dos Serviços de área de Trabalho Remota (RDS CALs) para cada um de meus funcionários. Quero que meus funcionários possam acessar o Microsoft Office em qualquer estação de trabalho/cliente fino. De que licenças eu preciso para licenciar adequadamente o Microsoft Office dentro desse ambiente?

Como o Microsoft Office é licenciado apenas através de um modelo baseado em dispositivo, cada estação de trabalho/cliente fino usado para acessá-lo usando Serviços de área de Trabalho Remota deve ter uma licença dedicada do Office separada. Licenças para o Microsoft Office não podem ser compartilhadas em estações de trabalho que ofereçam suporte a uso simultâneo. Além disso, com a versão 2007, geralmente apenas licenças obtidas através do Licenciamento por Volume podem ser implantadas em um servidor de rede para acesso remoto. As mesmas regras se aplicam a cenários de VDI. Cada estação de trabalho/cliente fino usado para acessar o Microsoft Office executado em áreas de trabalho virtuais deve ter uma licença separada do Microsoft Office dedicada. Para mais informações, baixe o Resumo de Licenciamento por Volume para Licenciar Softwares Aplicativos de área de Trabalho Microsoft para Uso com Serviços de área de Trabalho Remota do Windows Server.

Múltiplas Cópias em um Dispositivo Licenciado

Estou executando quatro Máquinas Virtuais (VMs) com Windows 7 Enterprise em um computador com cobertura ativa de Software Assurance. Posso instalar o pacote Office em cada uma das quatro VMs usando apenas uma licença do Office Professional Plus 2010?

Sim, você pode instalar qualquer número de cópias e qualquer versão anterior no dispositivo licenciado. Software Assurance não é exigido para esse direito de uso do Office.

Requisitos de CAL

Tenho o Exchange Server 2010 e o SQL Server 2008 executados no Windows Server 2008 R2. Todas as Licenças de Acesso para Cliente (CALs) são licenciadas da mesma forma?

Não. Os requisitos de CAL diferem entre os produtos de servidor. A regra geral é que você deve adquirir e atribuir uma CAL a cada dispositivo ou usuário que acessar direta ou indiretamente o seu software de servidor. Além disso, porém, pode haver exceções específicas àquela regra, o que afeta os requisitos da CAL de um determinado produto.

Com o Exchange Server 2010, por exemplo, CALs não são exigidas a menos que o acesso ao servidor seja direta ou indiretamente autenticado via Active Directory.

Consulte os Direitos de Uso de Produto Microsoft para informações completas sobre os diferentes requisitos da Microsoft CAL.

CALs aditivas funcionam apenas com edições específicas de software de servidor, como Standard Edition ou Enterprise Edition, ou com qualquer edição?

Geralmente, CALs aditivas podem acessar qualquer edição de software de servidor. Por exemplo, o Exchange Server 2007 e Exchange Server 2010 estão disponíveis nas edições Standard e Enterprise. A Exchange Standard CAL e a Exchange Enterprise CAL podem ser usadas com qualquer edição do software de servidor.

Para mais informações, baixe o Resumo de Licenciamento por Volume para Licenças de Acesso para Cliente Base e Aditivas.

A empresa B é uma afiliada (termo definido em contratos de Licenciamento por Volume) da empresa A. Tenho CALs compradas pela empresa A segundo um Select Agreement para acessar seus servidores. Também posso acessar servidores pela empresa B (segundo uma Open License) utilizando aquelas CALs?

Sim. As CALs de sua empresa permitem acesso a servidores licenciados por sua empresa ou suas afiliadas. Elas não permitem acesso ao quaisquer os servidores licenciados de qualquer outra entidade.

Preciso de uma CAL para Serviços de área de Trabalho Remota (RDS CAL) se estiver usando uma tecnologia de terceiros (como Citrix XenApp, Ericom PowerTerm WebConnect, Quest Virtual Access Suite, GraphOn Go-Global, etc.) com o Windows Server para acessar direta ou indiretamente software de servidor para interagir com uma interface gráfica de usuário?

Sim. Uma RDS CAL é necessária para qualquer tecnologia utilizada para interagir direta ou indiretamente com uma interface gráfica de usuário. Isso inclui (mas não se limita a) usar os Serviços de área de Trabalho Remota Microsoft ou outros softwares de terceiros que permitam cenários multiusuário no Windows Server.

Preciso de uma RDS CAL se não estiver executando um ambiente multiusuário, mas usar funcionalidade nos Serviços de área de Trabalho Remota, por exemplo, Gateway de Serviços da área de Trabalho Remota (RDS Gateway)?

Sim. Uma RDS CAL é necessária para a utilização de qualquer funcionalidade incluída na função de Serviços da área de Trabalho Remota no Windows Server. Por exemplo, se você estiver usando o RDS Gateway e/ou Acesso via Web aos Serviços de área de Trabalho Remota (RDS Web Access) para fornecer acesso a um computador/área de trabalho virtual individual, uma RDS CAL e uma Windows Server CAL são necessárias.

Para mais informações, baixe o Resumo do Licenciamento por Volume para Licenciar os Serviços de área de Trabalho Remota do Windows Server 2008.

Se um usuário ou dispositivo acessar um servidor que execute o Windows Server, mas autentique através de um aplicativo de autenticação de terceiros (autenticação não Microsoft), o usuário ou o dispositivo ainda assim precisa de uma Windows Server CAL?

Sim, se o usuário ou dispositivo for autenticado ou, de qualquer forma, identificado individualmente por um servidor que execute o Windows Server através de qualquer outro meio, ele precisa de uma Windows Server CAL. O requisito específico da Windows Server CAL é definido nos Direitos de Uso de Produto Microsoft como se segue: "Você não precisa de CALs para qualquer usuário ou dispositivo que acessar suas instâncias do software de servidor apenas através da Internet sem ser autenticado ou identificado individualmente pelo software de servidor ou através de quaisquer outros meios.."

Multiplexação

Sei que "acessar ou usar os serviços ou a funcionalidade do SQL Server ou de qualquer de seus componentes (por exemplo, o Reporting Services)" sempre exige uma SQL Server CAL. E numa situação em que um usuário posta um relatório (uma publicação de informações definida em uma programação fixa) e outros usuários apenas o leem em um arquivo html ou site? Eles não pode influenciar ativamente o conteúdo exibido. Se as informações desse relatório no formato html estiverem visíveis a outros usuários, eles precisam de SQL Server CALs?

Sim. Se os processos pelo quais os dados são tornados acessíveis a usuários forem todos automatizados, SQL Server CALs (ou licenças por processador) são necessárias, já que seu uso é considerado um cenário de multiplexação. A multiplexação não reduz o número de licenças Microsoft necessárias. Usuários finais precisam ter licenças apropriadas, independentemente de sua conexão direta ou indireta com o produto. Qualquer usuário ou dispositivo que acessar o servidor, arquivos, dados ou conteúdo fornecidos pelo servidor disponibilizado através de um processo automatizado requer uma CAL.

Entretanto, se alguém carregar/enviar manualmente um arquivo html feito pelo SQL Server em um site, SQL CALs não são necessárias. Para mais informações, baixe o Resumo do Licenciamento por Volume para Multiplexação.

EC versus SPLA

Tenho usuários externos (que não são funcionários ou prestadores de serviço no local) que acessam nossos servidores. Como escolho entre licenças de External Connector e licenciar esses usuários através de um SPLA (Contrato de Licença de Provedor de Serviço)?

Uma licença External Connector (EC) é uma alternativa a CALs para cada servidor que usuários externos acessam. A licença EC atribuída ao servidor possibilita o acesso por qualquer número de usuários externos, contanto que esse acesso beneficie o licenciado e não o usuário externo. Se a utilização não satisfizer essas condições, você precisa escolher o SPLA, já que tal acesso é considerado Hospedagem.

Multilocatário

Sou um Provedor de Hospedagem de SPLA . Pode-se confiar em licenças de propriedade de cliente final (como Small Business Server, SQL Server, Exchange Server ou outros aplicativos de servidor adquiridos através de Microsoft Select ou Enterprise Agreements) para licenciar um usuário convidado em meu ambiente virtualizado licenciado em um SPLA?

Não, esses cenários não são permitidos através de SPLA para uso compartilhado entre vários clientes no ambiente do host nem no virtual. Licenças de Volume não podem ser atribuídas para execução em hardware não dedicado. Todas as licenças para usuários convidados devem ser relatadas pelo provedor de serviços usando o SPLA. Se um servidor for física e virtualmente dedicado ao mesmo cliente, os clientes finais podem utilizar suas próprias licenças.

Para detalhes, baixe o guiaComo Usar e Licenciar Produtos Microsoft Server em Cenários de Hospedagem Virtual do Hyper-V.

Licença Por Processador

Para software Microsoft licenciado por processador, sei que cada processador conta como um, independentemente do número de núcleos e/ou threads que contiver. Como o licenciamento por processador funciona para ambientes virtuais?

Segundo o modelo de licença por processador, você deve atribuir uma licença para cada processador em um servidor que o software usar. Para software executado em ambientes de sistema operacional físico (OSEs), você deve licenciar cada processador físico, e para software executado em OSEs virtuais, precisa licenciar apenas os processadores virtuais que ele usar.

Para mais informações, baixe os seguintes Resumo do Licenciamento por Volume e Guias de Licenciamento do SQL Server:

Licenças de Gerenciamento

O que as System Center Server Management Suites licenciam?

Todos os produtos Management Server exigem licenças de gerenciamento para cada dispositivo gerenciado pelo software de servidor. Existem duas categorias de licenças de gerenciamento: uma para ambientes de sistema operacional de servidor e uma para todos os outros ambientes de sistema operacional.

Os System Center Server Management Suites (edições Enterprise e Datacenter) são geralmente a melhor maneira de adquirir licenças de gerenciamento de servidor.

Para mais informações, baixe o Resumo do Licenciamento por Volume para o System Center Server Management Suite Enterprise e Server Management Suite Datacenter.

Licenças de servidor para servidores de gerenciamento estão incluídas no System Center Server Management Suite Enterprise (SMSE) e Microsoft System Center Server Management Suite Datacenter (SMSD)?

Algumas licenças de servidor estão incluídas em licenças de gerenciamento (ML). Para o System Center Data Protection Manager 2010 e System Center Virtual Machine Manager 2008 R2, considerar-se-á que você adquiriu uma licença de servidor se comprou licenças de gerenciamento para eles produtos ou SMSEs/SMSDs com Software Assurance durante as datas especificadas nos Direitos de Uso de Produto.

Consulte Direitos de Uso de Produtos para detalhes.

Specialty Server

Estou usando o Windows Web Server 2008 para implantar serviços da Web voltados à Internet. Uma Windows Server CAL é necessária se o acesso aos servidores for autenticado?

Não. O Windows Web Server 2008 é licenciado com uma licença de servidor apenas e nenhuma CAL é necessária, mesmo se o acesso for autenticado. Contudo, quando o Windows Web Server 2008 é usado como um front-end de escalabilidade horizontal para aplicativos executados em servidores back-end, Windows Server CALs ainda podem ser necessárias naqueles servidores back-end executando o Windows Server.

Como o SharePoint Server for Internet Sites é licenciado?

O SharePoint Server for Internet Sites é projetado para criar sites de Internet externos e/ou de extranet para infraestrutura de conteúdo corporativo. Todo conteúdo, informações e aplicativos acessíveis por usuários internos devem também ser acessíveis a usuários externos. Usuários acessando aquele conteúdo não exigem Client Access Licenses (CALs).

Para mais informações, baixe o Resumo de Licenciamento pro Volume para o SharePoint Server 2010 for Internet Sites.

Links Rápidos

Resumos em Destaque