Pesquisar em Segurança Microsoft
Pesquisar em Microsoft.com

Proteção para a Família

Ensine sua família a usar a Internet com mais segurança com estas orientações. Conheça as configurações de segurança dos produtos Microsoft.

Ensine as crianças sobre o ódio e as informações incorretas na Internet

Ensine as crianças sobre o ódio e as informações incorretas na Internet

A Internet é imensamente rica em informações e recursos. Infelizmente, algumas informações são divulgadas para promover o ódio e ou espalhar informações incorretas.

Você pode ajudar seus filhos a desenvolver o pensamento crítico para julgar a veracidade das informações online.

Dicas para ajudar crianças a identificar informações incorretas

  • Comece quando as crianças ainda são pequenas. Mesmo os alunos de pré-escola usam a Internet para procurar informação, sendo importante ensinar as crianças desde cedo a distinguir fato de opinião e como reconhecer preconceitos, propaganda e estereotipagem.

  • Pergunte a seus filhos sobre as informações que encontram online. Por exemplo, que é a finalidade do site que estão acessando? Entretenimento? Venda? O site contém informações de contato do autor ou uma seção "Quem somos"?

  • O site é patrocinado por uma determinada empresa, uma pessoa ou é uma conversa pública? A Internet é o melhor lugar para encontrar a informação que você procura?

  • Confirme se seu filho confere as informações coletadas online junto a outras fontes. Consulte outros sites ou mídias, como jornais, revistas e livros para verificar as informações. Incentive-os a verificar junto com você. Leve-os à biblioteca. Isto lhes dará acesso a fontes alternativas de informação.

Ódio na Internet

Há muitas formas de ódio na Internet, desde sites extremamente racistas até sátiras cruéis em vários sites populares destinados a crianças.

Algumas crianças impressionáveis saem de sites onde as pessoas são ridicularizadas por sua aparência pessoal e vão para sites onde minorias e homossexuais são atacados.

Grupos de supremacia racial branca e de ódio voltam-se para a Internet procurando recrutas jovens. Os promotores de ódio procuram jovens vulneráveis para suas comunidades utilizando redes sociais , salas de bate-papo particulares e emails, longe dos olhos do público.

Estes grupos também usam música odiosa para atrair jovens para sua causa. Quando as crianças surfam na Internet procurando música, é fácil se depararem com sites que vendem músicas odiosas ou mesmo as oferecem de graça.

Alguns sites de ódio têm áreas criadas especificamente para crianças pequenas que parecem ser legítimas, oferecendo atividades inocentes, artes e links para sites infantis respeitados.

A finalidade de um site de ódio nem sempre é aparente. Por exemplo, à primeira vista, "martinlutherking.org" parece ser um tributo ao líder norte-americano que lutou por direitos civis. Na verdade, é um site de ódio criado por uma organização de supremacia racial branca.

Dicas para ajudar seus filhos a evitar conteúdo odioso na Internet

Os pais devem proteger as crianças pequenas contra conteúdo odioso na Internet. Ensine também às crianças mais velhas como pensar de maneira crítica sobre o conteúdo online e o que procurar quando identificarem se um site que pareça ter conteúdo odioso. Veja a seguir algumas ações que podem ser feitas para ajudar seus filhos a evitar conteúdo odioso online:

Dica Dica: Para informações mais específicas sobre como proteger seus filhos online em determinados estágios, veja Orientações por faixa etária para uso da Internet por crianças .

  • Instrua seus filhos sobre o ódio online Os jovens poderão reconhecer melhor e evitar o conteúdo odioso se aprenderem a compreender as estratégias que os promotores de ódio usam e conhecerem a história do racismo. Ajude os jovens a identificar conteúdo e símbolos odiosos em sites - por exemplo, suásticas, referências depreciativas a raças ou orientação sexual e caricaturas mostrando diversos grupos étnicos e raciais. Encontre mais dicas de etiqueta online para salas de bate-papo, fóruns, mensagens de email e outros.

  • Investigue aplicativos para filtragem. Os filtros podem ajudar a bloquear um pouco de conteúdo violento e odioso, mas estas tecnologias não são a solução completa. Frequentemente, o ódio online aparece de formas sutis, nem sempre identificadas pelos filtros.

  • Pratique a boa etiqueta online. Incentive seus filhos a serem amáveis e respeitosos ao escreverem online e não estimule mensagens odiosas, más ou de assédio a terceiros. Lembre-os de que nada é 100% privativo online.