Pesquisar em Segurança Microsoft
Pesquisar em Microsoft.com

Privacidade e segurança online

Proteja sua privacidade do roubo de identidade. Não se deixe enganar por fraudes online e golpes por e-mail. Proteja sua reputação.

Ajude a proteger sua privacidade em comunidades online

Ajude a proteger sua privacidade em comunidades online

Comunidades online incluem listas de distribuição de e-mail, fóruns de discussão, grupos de notícias, sites de blog, sites de redes sociais e outros.

Você pode ajudar a proteger sua privacidade e desfrutar dos benefícios desses grupos seguindo algumas orientações básicas.

Tipos de comunidades online

As comunidades online se apresentam de diversas formas. Estas são as mais comuns:

  • Listas de distribuição de e-mails: Também chamadas "listas de e-mail" ou "grupos", esses serviços permitem ler, escrever e responder a mensagens de e-mail sobre determinado assunto, usando apenas um alias de e-mail. Você pode até mesmo criar novos grupos.

  • Fóruns de discussão e Grupos de notícias: Esses sites também são chamados de "Quadro de avisos” porque fornecem um local para membros deixarem e responderem mensagens uns para os outros.

  • Serviços de mensagem instantânea (IM): Com um programa de IM, você pode digitar a mensagem que quiser enviar, e um amigo em outro computador poderá vê-la quase instantaneamente. Quando seus amigos digitam uma resposta, você também a vê com a mesma rapidez.

  • Salas de bate-papo: Normalmente dedicados a um tema específico, esses fóruns online funcionam como mensagens instantâneas, mas permitem que todos os membros de um grupo se comuniquem simultaneamente, e não apenas individualmente.

  • Sites de blog: Um blog, abreviação de "web log," é um diário pessoal online que pode ser visto publicamente. Os visitantes podem deixar comentários para o autor do blog sobre determinadas postagens.

  • Sites de redes sociais: sites como Windows Live Spaces , MySpace, Facebook e outros que oferecem várias formas diferentes para as pessoas se comunicarem umas com as outras, inclusive por meio de páginas pessoais com fotos, vídeos, blogs, fóruns de discussão e recursos de mensagens instantâneas.

Voltar ao topo  ^

O que você deve saber ao ingressar em uma comunidade?

As comunidades online exigem que você forneça informações pessoais. Você terá que fornecer nome de usuário, endereço de e-mail e senha ao se inscrever.
Com propósitos de construir uma comunidade (e de marketing comercial), a comunidade também pode sugerir o preenchimento de um perfil de usuário que inclua muito mais informações pessoais, como data de nascimento, endereço residencial e comercial, número de telefone residencial e do trabalho, sexo, estado civil, profissão, nomes em sistemas de mensagem instantânea e muito mais.

Os perfis são públicos. Alguns grupos permitem que os seus membros vejam as listas de nomes de outros membros do grupo na tela - e, às vezes, também seus endereços de e-mail e perfis completos - em uma área para membros do site. Não publique informações que você não gostaria de compartilhar com estranhos.

Os comentários que você publicar ficam permanentemente gravados no site da comunidade. À medida que você começa a conhecer as pessoas, a comunidade poderá parecer mais informal e familiar, e talvez você se sinta tentado a referir-se a seus filhos pelo nome, mencionar onde você trabalha ou mora ou revelar informações sobre coleções valiosas que há na sua casa.
Você pode até mencionar quando estará fora da cidade. Mesmo que você participe da comunidade há um longo tempo, não se iluda com a falsa sensação de segurança.
Saiba como essas informações podem ser usadas por golpistas de todos os tipos, tanto online quanto offline, e evite compartilhar tantos dados.

Golpistas de e-mail e phishing contam com o ambiente de confiança que geralmente impera em comunidades online para roubar suas informações pessoais.
Quanto mais você revelar nos seus perfis e nas suas postagens, mais você ficará vulnerável a golpes, spam e roubo de identidade. Na verdade, de acordo com a Federal Trade Commission (FTC) dos Estados Unidos, 86% dos endereços de e-mail que são postados em páginas da web e grupos de notícias e 27% dos endereços que são postados em fóruns de discussão recebem spam .

Voltar ao topo  ^

Como esses serviços ajudam a proteger seus usuários?

Os provedores de comunidades online oferecem várias maneiras de ajudá-lo a se proteger ao usar seus serviços, dependendo do tipo de comunidade da qual você participa.

Eis alguns recursos que você deve buscar quando pensar em se registrar em uma comunidade:

  • Políticas de privacidade que expliquem exatamente que informações o serviço solicitará e como elas serão usadas.

  • Diretrizes de usuário que estabeleçam um código de conduta básico para usuários nos seus sites. Os sites têm a opção de penalizar os infratores denunciados com suspensão ou encerramento da conta.

  • Condições específicas para crianças e seus pais, como opções para a família orientadas para a proteção de crianças abaixo de determinada idade.

  • Proteção por senha para ajudar a manter sua conta em segurança. Crie uma senha com alto nível de segurança assim que se registrar em uma comunidade online. Quando as senhas são perdidas ou esquecidas, o serviço pode utilizar as perguntas de segurança (como "Qual é o nome de solteira da sua mãe?") para ajudar a confirmar sua identidade.

  • Ocultação de endereço de e-mail, que permite exibir apenas parte do seu endereço de e-mail nas listas de membros do site. Alguns serviços oferecem a opção de ocultar totalmente seu e-mail.

Outras ferramentas para ajudá-lo a se proteger

Dependendo do tipo de comunidade online, há outras opções disponíveis para ajudar a restringir o acesso de outros usuários do grupo a você, seu e-mail e suas postagens, incluindo:

  • Opções de filtragem: Oferecidas em sites de blog, essas ferramentas permitem que você escolha que membros podem ver o que você escreveu.

  • Bloqueio de postagem anônima: Oferecida em sites de blog, esta opção permite bloquear respostas anônimas às entradas do seu blog, negando a usuários Mal-intencionados ou abusivos a proteção do anonimato.

  • Registro de endereço IP em log: Oferecido em sites de blogs, esse serviço permite que o site rastreie todos os computadores que postam comentários no seu blog. Qualquer pessoa denunciada por infringir o contrato de usuário do site por postar comentários abusivos poderá ser contatada e penalizada, se necessário.

  • Comunidades particulares: Alguns serviços de distribuição de e-mail permitem que você crie listas particulares de emails. Após criar uma lista, você é designado como moderador do grupo e pode aprovar ou não os inscritos e controlar quem pode escrever ou enviar mensagens.

  • Opções de recusa de marketing: Essas opções permitem que você escolha se deseja ou não receber ofertas específicas ou propaganda por telefone como resultado do registro para usar a comunidade online.

  • Mascaramento de endereço de e-mail: O mascaramento envolve a inserção de uma palavra ou frase no meio de um endereço normal de e-mail para ajudar a despistar programas de “coleta” automatizada de e-mail, por exemplo: alguém@semspam.exemplo.com.
    Entretanto, alguns serviços de grupos de notícias e quadros de aviso não permitem mascaramento, e como os disseminadores de spam se tornam cada vez mais sofisticados, o software de coleta usado por eles pode ser capaz de reconhecer um e-mail mascarado.

  • Endereços de e-mail alternativos: Pense em usar um endereço de e-mail alternativo para suas assinaturas para ajudar a manter sua caixa de entrada organizada.

Voltar ao topo  ^