Uma plataforma integrada

Virtualização de Aplicativos

A virtualização transforma aplicativos em serviços virtuais gerenciados centralizadamente, que nunca entram em conflito com outros aplicativos. Tanto os profissionais de TI quanto os usuários finais enfrentam desafios no estilo de trabalho flexível dos dias de hoje. Quanto aos usuários finais, cada um fala um idioma, está em um lugar diferente, usa um dispositivo diferente, e pode não estar conectado às redes corporativas o tempo todo. A TI deve atender às necessidades desses usuários e oferecer acesso rápido, flexível e confiável aos seus aplicativos críticos de negócios. A virtualização de aplicativos pode ajudar, na hora destes desafios, e habilitar as empresas a serem mais flexíveis e responderem mais rápido às mudanças em suas próprias necessidades.

As duas principais tecnologias suportando estes novos estilos flexíveis de trabalho são o Application Virtualization (App-V) e o RemoteApp.

Microsoft Application Virtualization (App-V)
Oferece acesso para os usuários, em qualquer lugar, ao seus aplicativos, em qualquer dispositivo autorizado, sem precisar de instalação. O App-V aumenta a agilidade dos negócios, por meio da implantação mais rápida de aplicativos e atualizações, sem interromper os usuários. Isso minimiza os conflitos entre os aplicativos, permitindo que as empresas reduzam o tempo de testes de compatibilidade dos mesmos. O App-V, juntamente com o USV, permite que os usuários tenham uma experiência consistente e acesso confiável a aplicativos e dados de negócios, independente de onde estiverem e de sua conexão à Internet.
RemoteApp
Baseada nos Serviços de Área de Trabalho Remota (RDS) do Windows Server, é outra tecnologia de virtualização que possibilita aos administradores, entregar aplicativos gerenciados de forma centralizada para os usuários. O RemoteApp habilita um processo de publicação direta que permite que os aplicativos na sessão física ou hosts VDI sejam oferecidos aos usuários e os aplicativos remotos sejam executados paralelamente aos aplicativos locais, além de oferecer integração com o menu Iniciar, para que os usuários possam facilmente encontrar e abrir aplicativos remotos.