Desafio

O transporte marítimo é uma etapa crucial na cadeia de fornecedores global, pois transporta tudo, de carros e alimentos a suprimentos médicos, em nossos oceanos. Mas, com o crescimento do comércio global, as consequências ambientais, como a poluição do ar e da água, as colisões com animais marinhos e o ruído submarino, estão aumentando também. Os dados de emissões locais e regionais são espalhados por vários silos e portais privados e públicos. Geralmente, os dados são agregados para fornecer o consumo anual de combustível e, muitas vezes, são limitados a navios acima de 5.000 AB (mais de 100 metros de comprimento). Algumas empresas de navegação compartilham abertamente os dados de emissões de combustível com a sociedade em geral. Há também um debate em andamento sobre a contabilidade das emissões do transporte. Ela deve abranger somente o que é expelido pela chaminé do navio ou toda a cadeia de fornecedores de combustível? Sem uma abordagem baseada em dados para compreender totalmente os custos ambientais do transporte marítimo, as empresas, os governos e os órgãos reguladores contam com informações incompletas e palpites para resolver este problema crescente.

Soluções

A C4IR Ocean, uma fundação independente e sem fins lucrativos criada em conjunto com a Aker e o Fórum Econômico Mundial, tem como objetivo preencher essas lacunas de dados usando a Ocean Data Platform, uma plataforma de dados aberta e colaborativa que combina dados, pessoas e tecnologia para manter os oceanos saudáveis e produtivos. Todas as embarcações geram dados. Além disso, os serviços de tráfego de embarcações usam o AIS para monitorar o tráfego e a posição das embarcações, gerando seus próprios conjuntos de dados. A ODP reúne esses fluxos diferentes no Azure, em que análises avançadas, bem como modelos de machine learning e modelos empíricos são aplicados para ajudar a prever as emissões de GHG e outros custos ambientais das atividades de transporte. Com essas informações, as empresas de navegação podem planejar um futuro ecologicamente correto, reduzindo as emissões por meio de embarcações sem emissões e evitando áreas sensíveis a ruídos submarinos ou propensas a colisões com animais marinhos.

Como a Ocean Data Platform usa o Azure

Vista aérea de um navio de carga no oceano.

Revelando o poder dos dados oceânicos para estimular oceanos mais saudáveis e produtivos.

Um navio de carga cheio de carros.