Educação e Empreendedorismo
Visão Geral
Iniciativas
 
A tecnologia contribui com a Jornada Empreendedora por meio da educação
Colégio Sesi Internacional de Curitiba é referência brasileira no uso da tecnologia no processo de aprendizagem
Qualidade de ensino dentro e fora da sala de aula
Inovação é foco de programas destinados a jovens
Parceria entre a Microsoft e ONGs transforma vidas no Brasil
Ferramentas que incentivam o empreendedorismo no Brasil
Centros de Inovação Microsoft promovem a pesquisa e o desenvolvimento tecnológico no Brasil
Apoio para o desenvolvimento de startups
Fundo para fortalecer o ecossistema empreendedor no Brasil
Casos de Sucesso
 
SEDUCE
Omnilogic
ASAPP
Ciclo de Transformação para a competitividade
Voltar para o inicio

Jornada Empreendedora, o caminho para a construção de um futuro melhor

Ainda nos primeiros anos de vida escolar, as crianças são impactadas pelos programas e iniciativas que compõem a Jornada Empreendedora. O conjunto de ações faz parte do pacto da Microsoft para fomentar a Educação e o Empreendedorismo no Brasil e segue por todas as fases da vida do cidadão, da educação básica à vida empreendedora.

O principal compromisso assumido pela Microsoft no Brasil é construir um ambiente favorável para que os cidadãos possam competir em um mercado de trabalho global e cada vez mais competitivo. Para criar as condições necessárias para atingir essa meta, a companhia estabeleceu um conjunto de programas e iniciativas de apoio à educação e ao empreendedorismo que formam a Jornada Empreendedora.

O ciclo se inicia nos primeiros anos de vida dos jovens e se estende até a fase adulta, no começo de suas carreiras profissionais. Já a partir dos seis anos de idade, ao entrarem na escola pública ou privada, os estudantes são impactados pela jornada, quando passam a ter acesso à tecnologia, ao conteúdo e à capacitação oferecidos pelos programas da Microsoft.

Nessa fase, a empresa disponibiliza para as escolas acesso às soluções e aos serviços Microsoft por valores subsidiados, além da possibilidade de contar com um grande portfólio de soluções e conteúdos acadêmicos sem custo. Do outro lado, os professores recebem capacitação que os prepara para educar com qualidade os futuros profissionais.

E, por meio do programa Professores Embaixadores, educadores que fazem parte do quadro da Microsoft se dedicam a capacitar profissionais da área para utilizarem tecnologia em sala de aula. Eles ensinam como explorar ao máximo o potencial das ferramentas do pacote Office para transformar e inovar a rotina escolar.

Além das conhecidas ferramentas Word, Excel e PowerPoint, o Office inclui outras que podem ser usadas pelos professores em sala de aula. Entre elas estão o Office Mix, uma funcionalidade do PowerPoint que permite criar apresentações mais atraentes e com recursos de vídeo. Enquanto que o Sway facilita a criação de uma página web agrupando os mais diversos conteúdos, como imagens, gráficos e planilhas, acessíveis por qualquer dispositivo.

Os professores e alunos contam também com o OneNote.Com ele é possível organizar e compartilhar todo o conteúdo acadêmico e disponibilizá-lo para múltiplos dispositivos. Há ainda o Classroom, uma interface que ajuda os educadores a gerenciar suas tarefas e passar as atividades aos alunos utilizando a tecnologia. E com as ferramentas de acessibilidade, os professores conseguem desenvolver conteúdos para alunos com necessidades específicas, como baixa visão. Assim, os estudantes conseguem, por exemplo, aumentar o tamanho da fonte do material para enxergar melhor.

Outro recurso é o Kodu, uma ferramenta gratuita da Microsoft que ajuda os educadores de tecnologia a ensinar como criar games, mesmo sem o aluno conhecer a linguagem de programação.